Cabeleireiro de Samara Felippo se posiciona após ser acusado de assédio

Bruno Dantte
Bruno Dantte, cabeleireiro de Samara Felippo, se defenda das acusações de assédio (Imagem: Reprodução / Instagram)

Bruno Dantte, famoso cabeleireiro de cabelos cacheados, foi acusado de assédio por diversas alunas de um curso do qual ele é professor. O profissional, que atende diversos artistas, como Samara Felippo, Cacau Protásio e Fabíula Nascimento, também foi denunciado por funcionárias e clientes.

Segundo o colunista Leo Dias, um dos relatos foi da cabeleireira Pazin, que afirmou que sofreu assédio moral de Bruno quando saiu de São Paulo para trabalhar em seu salão no Rio de Janeiro. Após três semanas no espaço, ela foi demitida, pois não suportou os assédios. O desabafo da moça, que também expôs a situação nas redes sociais, fez com que outras vítimas aparecessem. Desde alunas até clientes do cabeleireiro.

A primeira famosa a se pronunciar sobre o caso foi a atriz Samara Felippo, que ainda revelou que tinha proximidade com Dantte. “Estou há dois dias digerindo essa bomba que caiu em cima do meu colo também. Apesar de não ter sido vítima, fui vítima de outra forma porque eu não sabia das atitudes desse cabeleireiro do segmento dos cachos, do qual eu confiava. Cedi a minha amizade, carinho, quase uma parceria. Sinto muito pelas vítimas. Não vou passar pano, mas tampouco estou aqui para apedrejar alguém. Essa sociedade é doente e todo mundo erra”, começou.

“Não dá para deixar passar, saber se defender ou deixar de entender como esses homens usam o poder de manipulação para mexer com mulheres frágeis. Tem muita mulher sofrendo calada. Isso não dá para continuar. Isso precisa parar. Sinto muito por quem eu indiquei. Espero que vocês denunciem sempre e não se calem. Espero, profundamente, que esse cara aprenda, assim como outros homens que as vezes nem reconhecem que estão praticando assédio e constrangendo uma mulher, a colocando em situação de vulnerabilidade e trauma. Vamos acordar”.

Fabíula Nascimento também manifestou seu apoio às vítimas. “Hoje fui surpreendida com as denúncias a respeito de Bruno Dante. Assédio é crime. Toda a minha solidariedade às vítimas. Sinto muito. Obrigada pelo alerta e pela coragem“, disse.

Em nota enviada ao colunista, Bruno se defendeu das acusações: “Alguns relatos em que atribuem a mim ter sido inconveniente com as mulheres com as quais flertei não refletem com exatidão o que vivi. Em momento oportuno terei a possibilidade de demonstrar com provas o que estou afirmando nesta breve nota explicativa”.

E seguiu: “Importante dizer que não quero deslegitimar a fala de ninguém e tampouco me eximir de minhas responsabilidades por eventuais equívocos imbuídos de eventual masculinidade tóxica, mas peço que entendam que estou também em processo de desconstrução, que é contínuo. Reconheço erros e por isso estou aberto ao diálogo e peço desculpas a todas que se sentiram constrangidas”.

Por fim, o cabeleireiro anunciou que iria se afastar temporariamente do trabalho. “E como tudo isso impacta negativamente no meu âmbito familiar, social e profissional de forma potencialmente irremediável, estou me afastando temporariamente das atividades profissionais e das empresas com as quais tenho relacionamento, com a intenção de preservar as mais de 90 famílias que realmente vivem o dia a dia das empresas e que não devem ser penalizadas, predominantemente mulheres que confiam no meu profissionalismo. Quero me defender de forma que as pessoas que trabalham comigo não sejam prejudicadas por qualquer conduta minha”, escreveu.

MAIS LIDAS

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›