Caetano Veloso desabafa na Globo e detona discurso antivacina de Bolsonaro

Caetano Veloso
Caetano Veloso detona discurso antivacina de Bolsonaro (Imagem: Reprodução / Globo)

Caetano Veloso deu entrevista ao Fantástico, da Globo, neste domingo (31), e falou sobre o lançamento de seu novo álbum, Meu Coco. No programa, o cantor aproveitou e criticou o discurso antivacina de Jair Bolsonaro (sem partido).

“Todos nos perguntamos (quando será possível fazer show). Encontramos a situação bem definida em todos os países da Europa. Aqui no Brasil faltou respeito à seriedade da questão por parte das autoridades“, afirmou o artista.

Caetano Veloso seguiu: “A esperança cresce porque o brasileiro mostrou que, apesar de o presidente dar o exemplo de não se vacinar, ele vai lá e se vacina. Essa é a resposta do povo brasileiro”.

O cantor ainda declarou: “Tenho 79 anos e estou vendo como o negócio é difícil, mas inevitável. O Brasil é inevitável”.

No mês passado, ele disparou poucas e boas contra o presidente da República. O cantor garantiu que é uma experiência “triste” ser artista durante a atual gestão.

Em entrevista para a AFP, o famoso falou sobre uma apresentação em Paris no mês passado em que, ao final do show, algumas pessoas pediram a renúncia de Bolsonaro.

“Quando ouvi alguém gritar ‘Fora Bolsonaro’, respondi ‘com certeza’”, lembrou Caetano Veloso, que acredita que existem paralelos inquietantes com épocas sombrias no Brasil, como durante a ditadura militar.

“Tudo o que é importante está sendo mal administrado pelo governo brasileiro. As decisões sobre a Amazônia são as mais abomináveis, assim como as muitas coisas horríveis que estão fazendo com a educação, cultura, ciência”, desabafou ele.

Caetano Veloso completou: “A única coisa que parece pior que a política para o meio ambiente de Bolsonaro é sua atitude diante da pandemia de covid, que matou mais de 600.000 pessoas em um curto período”.

O artista ainda ressaltou sobre o momento: “A euforia da extrema-direita é um fenômeno mundial. De alguma maneira, os conservadores, que eram conhecidos como a ‘maioria silenciosa’, demonstram que não querem continuar em silêncio”.

MAIS LIDAS

Luiz Fábio Almeida
Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e colunista do RD1. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser encontrado através do email [email protected]
Veja mais ›