Casagrande toma atitude contra dirigente de clube após ser chamado de “viciado”

Casagrande
Casagrande tomou atitude contra dirigente após ser alvo de preconceito (Imagem: Reprodução / Globo)

Walter Casagrande Jr. decidiu tomar uma atitude contra um dirigente de clube. O comentarista da Globo apresentou ação de danos morais e materiais contra Jovair Arantes, presidente do Atlético-GO e ex-deputado federal.

A informação foi confirmada pelo colunista Ancelmo Gois, do jornal O Globo, que disse que o famoso reclama que o empresário atacou a sua honra e usou de preconceito contra dependentes químicos ao chamá-lo de “viciado em drogas” e “imbecil” em entrevista.

A publicação ainda declarou que o ex-jogador pede indenização de R$ 16,9 mil. “As pessoas têm que aprender que caluniar, ofender, mentir e atacar as pessoas é crime. Hoje, por causa da polarização causada pelo presidente negacionista e genocida Jair Bolsonaro, todos se acham no direito de ser agressivo com as pessoas”, afirmou Casagrande à coluna.

Arantes fez os ataques após o comentarista da Globo criticar a postura do Atlético-GO, que decidiu vacinar todo o elenco de jogadores no Paraguai no início de maio. Na época, o clube aproveitou a oferta da Conmebol, enquanto o Brasil enfrentava dificuldades para vacinar a população.

O ex-jogador, então, declarou “quando alguém ofende ou ‘tira sarro’ perante toda uma nação, ele não está atingindo um único indivíduo e sim contribuindo para que muitos doentes bloqueiem seu tratamento por vergonha de como a sociedade os verá”.

Casão deixou claro que “taxá-lo hoje em dia como um usuário de droga é uma mentira”. O caso corre na 5ª Vara Cível do TJ de SP, ainda de acordo com a publicação. O juiz Carlos Eduardo Prata Vieira abriu prazo de 15 dias para manifestação do dirigente.

Em maio, o famoso esteve em uma reportagem exibida pelo Esporte Espetacular e falou abertamente sobre a sua luta contra a dependência química. Após a reportagem, ele não segurou a emoção e ficou bastante emocionado.

O contratado da emissora carioca pediu mais empatia por parte das pessoas, para que entendam que as vítimas da doença precisam de ajuda. “A gente tem que fazer tudo para mudar de alguma maneira”, começou Casão.

“Eu sou um dependente químico, não tenho vergonha, mas tenho orgulho da minha luta pela recuperação. Tudo que eu puder fazer para mudar essa situação, eu faço”, assegurou o ex-jogador.

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›