Christiane Torloni e Lucinha Lins se emocionam ao relembrar A Viagem

Christiane Torloni e Lucinha Lins
Christiane Torloni e Lucinha Lins se emocionam ao falar de A Viagem (Imagem: Reprodução / Instagram)

Christiane Torloni e Lucinha Lins protagonizaram um momento muito especial na internet ao participarem, juntas, de uma live na qual relembraram a época em que fizeram a novela A Viagem. Intérpretes das irmãs Diná e Estela, as duas se emocionaram ao relembrar o clima nos bastidores da trama reprisada recentemente no Viva.

Toda a carga de amor que nós colocamos nessa obra vem ecoando durante todos esses anos. É maravilhoso“, disse Torloni durante a transmissão ao vivo, exibida no Instagram do canal.

Já Lucinha falou sobre como se sentia na época das gravações: “Existia uma ligação entre todos nós, um carinho, uma força muito especial. Você tem razão. Foi uma novela especial para quem fez. Passou, além da tela, esse amor, essa alegria e esse prazer para todo mundo“.

A novela foi exibida originalmente em 1995 e seu sucesso absoluto, em qualquer época, já rendeu quatro reprises no Viva e no Vale a Pena Ver de Novo.

No período em que se preparavam para seus personagens, os artistas foram orientados a estudar literatura espírita. A intérprete de Estela lembrou como isso mexeu com os envolvidos no projeto. “A gente estava mexendo com uma energia muito forte, poderosa. Não podia ser de forma leviana, de jeito nenhum… Tinha essa proteção que aconteceu para todos nós. A troca entre nós foi sempre muito boa. De todo o elenco“, revelou.

Christiane, então, opinou sobre a construção da narrativa por Ivani Ribeiro, autora do folhetim.

Ivani cria personagens e se elas não tiverem exatamente na medida que têm que ter, elas deixam de ser críveis… Tem um momento em que a Estela acha que não tem direito a viver um novo amor (…) Nós não ficávamos bobas, apesar de estarmos fazendo coisas que eram bobagens existenciais. Essa humanidade que a Ivani traz faz com que as pessoas se reconheçam… A gente como ator não pode ter uma crítica, um julgamento de valor dos personagens. A gente não julgou, entrou de cabeça“, observou.

Confira:

Elson Barbosa
Jornalista, encantado pelo entretenimento e pela possibilidade de contar e conhecer várias histórias ao mesmo tempo. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @ellsonbarbosa
Veja mais ›