CNN Brasil desmente ao vivo mais uma fala de Alexandre Garcia

CNN Brasil
CNN Brasil desmentiu fala de Alexandre Garcia em telejornal (Imagem: Reprodução / CNN Brasil)

A CNN Brasil mais uma vez decidiu desmentir uma fala de Alexandre Garcia durante o programa Novo Dia, desta sexta-feira (24). No quadro Liberdade de Opinião, o comentarista afirmou que “remédios sem eficácia comprovada salvaram milhares de vidas”.

O comentário do jornalista ocorreu em defesa da operadora de saúde Prevent Senior, que está sendo alvo de investigação após polêmicas nesta semana. A empresa está sendo investigada no MP, na Polícia Civil e na CPI da Covid por supostamente pressionar seus médicos conveniados a tratar pacientes com substâncias do “kit covid”.

“Os tais remédios sem eficácia comprovada salvaram milhares de vidas sendo aplicados imediatamente, mesmo antes do resultado do teste. É na fase 1, na fase 2 às vezes evitam hospitalizações”, afirmou Alexandre Garcia.

O contratado da CNN Brasil completou: “Na fase 1 sempre evitam hospitalizações, sempre evitam sofrimento. Na fase 3 são ineficazes, depois que a pessoa já está hospitalizada ou intubada. […] Essa questão de eficácia comprovada a gente só vai saber daqui uns três anos. Agora tudo é experimental”.

Ao final da participação do jornalista no quadro, a apresentadora do telejornal, Elisa Veeck, desmentiu a fala do comentarista e reforçou que as opiniões dos comentaristas da CNN não refletem a posição do canal de notícias.

“Reitero sempre para vocês que nos acompanham que as opiniões emitidas pelos comentaristas do quadro não refletem necessariamente a posição da CNN. E mais um acréscimo aqui neste fim do quadro de hoje, a CNN ressalta que não existe um tratamento precoce comprovado cientificamente para prevenir a covid-19. O que a ciência mostra é que a prevenção, com o uso de máscaras e a vacinação, são as únicas maneiras de combater a pandemia”, disse ela.

Atitude não é novidade

No mês passado, a CNN Brasil interrompeu o CNN Novo Dia para um recado claro em relação ao seu posicionamento sobre a imunização em massa contra a Covid-19. Um comunicado oficial do canal foi exposto também por Elisa Veeck após uma informação falsa disseminada por Alexandre Garcia.

No quadro Liberdade de Opinião, o fiel defensor do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse que os jovens não precisam se vacinar contra o coronavírus. Minutos depois, a âncora do telejornal segurou o noticiário quente da CPI da Pandemia e leu uma nota feita às pressas pelo canal de notícias:

“O jornalista Alexandre Garcia disse que jovens não precisariam tomar a vacina segundo as estatísticas. Para esclarecer esse tema, nós, da CNN Brasil, procuramos o infectologista Renato Kfouri. Segundo o médico, a medida previne mortes em adultos e idosos com formas graves. Ou seja, a proporção maior de casos graves irá acometer as pessoas que não tomaram a vacina. No caso das crianças, que eram 0,35%, poderão, sem vacina, chegar a 15%”.

MAIS LIDAS

Luiz Fábio Almeida
Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e colunista do RD1. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser encontrado através do email [email protected]
Veja mais ›