Com impotência sexual e crítica aos bancos, Globo passa a tesoura em Laços de Família

Laços de Família
Diálogo sobre crise no Brasil em 1999 ficou de fora da edição de Laços de Família no Vale a Pena Ver de Novo (Imagem: Reprodução / Globoplay)

O lucro crescente dos bancos diante da crise econômica já era um assunto para ser discutido antes da virada do milênio, época em que se passa os primeiros capítulos de Laços de Família (2000). Mas o público que acompanha a reexibição da novela pelo Vale a Pena Ver de Novo ficou sem ver uma conversa sobre o cenário econômico do Brasil daquela época.

Na cena que pode ser conferida apenas na versão original disponível no Globoplay, Miguel (Tony Ramos) conta em uma roda de conversa que, apesar da desvalorização do Real em 1999, sua livraria teve um bom lucro no período. “Todas as empresas passaram aperto neste ano que está terminando. Mas nós tivemos um movimento como nos velhos e bons tempos”, relatou.

“Ainda bem que não foram só os bancos que se saíram bem nessa crise, sobrou alguma coisa pra Cultura”, alfinetou Nilda (Yara Lins). Miguel, então, lembra que o teatro ganhou uma sobrevida e o cinema também viveu uma retomada de investimentos. “É, foi um sucesso Central do Brasil, né?”, cita Ana (Flávia Guimarães), nas sequências que ficaram de fora da sessão de reprises na última segunda-feira (14).

Fora esse diálogo, outros momentos sofreram cortes discretos na edição, como por exemplo uma cena em que Helena (Vera Fischer) molha o dedo com champanhe e o leva à boca, ao lembrar do primeiro beijo de Edu (Reynaldo Gianecchini), e um diálogo em que Yvete (Soraya Ravenle) tira sarro da impotência sexual do marido, Viriato (Zé Victor Castiel).

Laços de Família
Gesto sexual? Cena em que Helena molha a boca com champanhe, lembrando de Edu, também não foi vista (Imagem: Reprodução / Globoplay)
CONTINUE LENDO →

Daniel Ribeiro cobre televisão desde 2010. No RD1, ao longo de três passagens, já foi repórter e colunista. Especializado em fotografia, retorna ao site para assinar uma coluna que virou referência enquanto esteve à frente, a Curto-Circuito. Pode ser encontrado no Twitter através do @danielmiede ou no danielribeiro@rd1.com.br.