Diferente do Brasil, CNN americana se recusa a debater cloroquina: “Desserviço”

CNN
CNN americana se recusa a debater sobre medicamento sem eficácia comprovada (Imagem: Reprodução)

Desde que a hidroxicloroquina passou a ser defendida pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para o tratamento inicial da Covid-19, a CNN Brasil dedicou horas de sua programação para debater sobre uso do medicamento pela rede pública do país. Muitas dessas discussões se limitaram ao campo político, onde profissionais da saúde não participaram da conversa.

Na última terça-feira (21), a CNN dos Estados Unidos, declaradamente alinhada aos democratas, mostrou uma postura editorial diferente da que foi adotada por aqui ao impedir que um assessor do presidente Donald Trump, Tim Murtaugh, defendesse a droga em rede nacional.

“Você está prestando um desserviço real aos americanos. Se você vai dizer que este é um bom tratamento quando médicos já disseram que não é, e estudos foram cancelados”, disse a âncora Brianna Keilar. Tim não aceitou a interrupção e continuou defendendo a hidroxicloroquina, quando a jornalista encerrou a conversa: “Acho que você está realmente confundindo a situação, o que não ajuda a saúde de ninguém. Obrigada”.

Na sequência, Brianna chamou um médico para falar do assunto. O profissional afirmou que os comentários do assessor foram “irresponsáveis e ditas por razões políticas”.

Aqui no Brasil, internautas compararam a postura da CNN americana com a rede brasileira. “É assim que se faz com um psicopata negacionista de direita”, comentou um usuário. “Aprendam com a emissora mãe norte americana, e parem de dar espaço para malucos falarem asneiras que são um desserviço para a sociedade”, opinou outro.

CONTINUE LENDO →

Daniel Ribeiro cobre televisão desde 2010. No RD1, ao longo de três passagens, já foi repórter e colunista. Especializado em fotografia, retorna ao site para assinar uma coluna que virou referência enquanto esteve à frente, a Curto-Circuito. Pode ser encontrado no Twitter através do @danielmiede ou no danielribeiro@rd1.com.br.