Éramos Seis
Júlio (Antonio Calloni) recorrerá a agiota para conseguir dinheiro para sociedade (Imagem: Reprodução / Globo)

Após ter o empréstimo negado junto ao banco para conseguir a quantia pedida por Assad (Werner Schünemann) para se tornar sócio da loja de tecidos, Júlio (Antonio Calloni) irá recorrer a agiotagem para conseguir o dinheiro e vai se dar muito mal por isso, nos próximos capítulos de Éramos Seis.

Tudo terá início quando o comerciante contar sobre os seus problemas financeiros para Marion (Ellenn Roche), que vai dar a ideia para o amante recorrer a um criminoso.

O agiota, então, irá cobrar juros exorbitantes para conceder o crédito, o que vai deixar o marido de Lola (Glória Pires) furioso. Para evitar briga, a cortesã intercederá com uma proposta. “E não há nada que possa fazer… Não pode assinar um papel dando alguma garantia?”, sugerirá.

O pilantra vai propor que o pai de Alfredo (Pedro Sol) dê a sua casa como garantia para o pagamento, o que deixará Júlio furioso. “O dinheiro que consegue é sujo, explora o desespero dos outros. Acha que tem o direito de tentar roubar a única coisa que possuo? A minha casa?”, questionará ele aos berros.

Diante dos insultos, o agiota perderá a paciência e ordenará dois trogloditas a baterem no vendedor, sendo socorrido por Marion. Ao chegar em casa, ele surpreenderá os seus familiares por chegar sujo e machucado.“Não vai ficar marca, mas perdeu o juízo? Júlio, comprar briga com agiota?”, repreenderá Lola ao ver o estado do companheiro.

Você está ficando de fora...

Não perca nada!

Saiba tudo o que está em alta no Instagram dos Famosos.

SIGA AGORA