Especialistas revelam se Pantanal é uma novela de esquerda e surpreendem

Pantanal
Pantanal é de esquerda? Especialistas respondem dúvida dos internautas (Imagem: Reprodução / Globo)

Pantanal se tornou o maior sucesso da TV em muitos anos e provocou uma discussão fora do campo do entretenimento. Com mulheres empoderadas, masculinidade frágil e veganismo, a versão da Globo gerou uma pergunta: a trama pode ser considerada de esquerda?.

Especialistas como Ana Paula Gonçalves, doutora em Comunicação pela PUC-Rio, afirmou em entrevista à revista Veja:

“Tanto os extremistas da direita quanto da esquerda apontam aspectos da obra e usam em sua campanha: se por um lado temos eleitores de Bolsonaro exaltando a espingarda de Juma, do outro temos a esquerda mostrando como a nova versão mudou o olhar para a importância da mulher, não mais como objeto sensual”.

Veja Também

“Estas mudanças no perfil dos personagens são motivadas pelas mudanças sociais que tivemos, especialmente no período em que o país foi governado por um governo de esquerda”, apontou.

Aurora Leão, da Universidade Federal de Juiz de Fora, recordou que Benedito Ruy Barbosa, autor da obra original de Pantanal, fez algo semelhante com Velho Chico (2016), com tom crítico aos políticos do interior nordestino:

“A novela é sim de esquerda, se considerarmos que questiona a estrutura patriarcal e o modelo colonialista, aponta os malefícios do agronegócio e o desmonte ambiental do país. empodera as mulheres ao mostrar o exemplo da Bruaca, que acordou da opressão que vivia ao lado do marido”.

Para a pesquisadora em teledramaturgia, Pantanal “é uma trama que assinala o machismo como tragédia social, que vitimiza mulheres e aprisiona os homens em nocivos modelos de masculinidade”.

Pantanal estreia e eleva a audiência da Globo

A atual novela das nove da Globo estreou no dia 28 de março deste ano e, dois meses após o seu primeiro capítulo, o folhetim adaptado por Bruno Luperi recuperou parte da audiência perdida por Um Lugar ao Sol.

A obra elevou a média e colocou a Globo de volta ao patamar dos 30 pontos de audiência em São Paulo, a principal praça do mercado publicitário. No Rio de Janeiro, a média cresceu ainda mais, com índices na faixa dos 35 pontos.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›