Ex-atriz da Globo vira revendedora de cosméticos e desabafa sobre situação

Hélady Araújo falou sobre atual situação (Imagem: Reprodução / Globo)

Hélady Araújo, intérprete da personagem Dirceia em Pé na Cova, da Globo, está vivendo uma vida longe dos holofotes atualmente, após cerca de 8 anos longe das telinhas.

Ela está sem trabalho fixo há 3 anos e tem lutado contra a depressão. Para sustentar sua família, Hélady precisou tornar-se revendedora de cosméticos e fez um desabafo.

À colunista Fábia Oliveira, do jornal O Dia, a atriz explicou: “Minha mãe comprou R$ 300 em produtos, só assim eu poderia me credenciar como consultora”.

“Agora, eu estou avisando a todo mundo e espero que as pessoas me ajudem comprando os cosméticos para eu poder ganhar comissão”, disse ainda.

“Foi a solução que consegui […] Sempre fui chamada para trabalhar na Globo justamente por conta do meu peso, do meu corpo para as personagens”, revelou.

Em recente conversa com a Quem, a artista contou:

“Estou desempregada e sem carteira assinada desde o dia 15 de dezembro do ano passado. Não passei necessidade por causa da minha mãe. Mas não quero depender dela. Ela tem as necessidades dela também”.

“Não aguento mais isso, dar despesa para a minha mãe. Quero trabalhar, quero ter o meu dinheiro”, completou Araújo, que disse ter “pensamentos horríveis” e estar em uma depressão “brava”.

Atualmente com 44 anos, a ex-Pé na Cova declarou que a dificuldade com trabalhos não é de hoje:

De 2015 a 2020, fiquei totalmente desempregada, sem conseguir fazer trabalho algum como atriz. Entrei em depressão em 2016. Estava há cinco anos sem trabalho e correndo atrás de outras formas de me manter”.

“Um pouco antes da pandemia começar, a minha vida estava começando a melhorar. Fui contratada por quatro meses como elenco de apoio de ‘Salve-se Quem Puder’. Mas só gravei até novembro”, explicou.

Como não conseguia trabalho na sua área, Hélady tentava se sustentar de outras formas. No entanto, como é do grupo de risco do coronavírus, ela não está conseguindo fazer bicos de balconista como fazia antes.

Sou do grupo de risco. Estou esperando ser vacinada para poder trabalhar”, afirmou.

“Não tenho medo de trabalho e nem vergonha de trabalho. Já trabalhei de manicure, operadora de call center, faxineira, vendendo plano de saúde, de recepcionista“, enumerou.

Trabalhei em evento servindo cerveja no balcão para ganhar 400 reais por seis dias de trabalho. Fui reconhecida, tirei foto com as pessoas… Não tenho vergonha disso, não“, disse a atriz.

Recentemente, no Instagram, Araújo relembrou de um episódio de Pé na Cova. Ao postar uma foto da televisão em que estava assistindo o programa, a artista escreveu:

Esse episódio foi muito bom. Nevinha, amiga da Dirceia morre e Ruço tenta fazer o enterro… Se fecho os olhos agora eu consigo lembrar de cada momento”.

Confira:

AvatarDa Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›