Ex-Raul Gil denuncia caso de racismo em shopping de São Paulo

Thamires Rosa
Thamires Rosa foi vítima de racismo em shopping (Imagem: Reprodução / Instagram)

Thamires Rosa, que ficou conhecida pela participação no Mulheres Que Brilham do Programa Raul Gil, no SBT, em 2013, acusou os seguranças do Santana Parque Shopping, de São Paulo, de racismo.

Em conversa com o Notícias da TV, a artista contou que foi barrada na porta do estabelecimento na manhã de 13 de setembro. Na ocasião, a famosa estava a caminho de uma agência dos Correios, que fica ao lado do shopping, mas antes Rosa decidiu passar em um caixa eletrônico do centro comercial.

Quando a segurança foi me abordar, ela foi me acompanhando com o olhar até entrar na minha frente e impedir a minha entrada. E depois quando ela abriu a boca pra falar, apenas afirmou que eu estava lá para fazer uma entrega e perguntou em qual loja eu ia. E eu fiquei abalada na hora, ainda mais sozinha”, disse a ex-Raul Gil.

“Passar por uma situação dessa é constrangedor. Eu falei que era cliente e ela me respondeu apenas: ‘Ah, tá’. Em nenhum momento ela explicou, dito que era procedimento, qualquer coisa. Quando eu entrei e procurei o SAC [Serviço de Atendimento ao Consumidor] do shopping, falei para a atendente, fiz uma reclamação, que não registraram“, contou.

“E o supervisor dos seguranças ainda disse que a funcionária pode ter me confundido com entregador porque na minha caixa estava escrito Mercado Livre. É uma coisa que nem confere, porque o pessoal do Mercado Livre tá sempre uniformizado e mais uma vez fui julgada pela aparência, né. Eu saí de lá nervosa, meu coração ficou palpitando, me deu até falta de ar”, relatou a famosa.

“É uma situação que constrange a gente. Poderia ter acontecido de forma diferente. Quando eu saí lá, postei meu vídeo na internet. Aguardei um posicionamento do shopping que não aconteceu. Ele só veio depois que o [site] Alma Preta Jornalismo divulgou o caso”, disse a terapeuta, que lamentou: “Não houve empatia em momento algum. Me senti muito humilhada, porque não fui tratada com respeito”.

Após a repercussão do caso, o shopping emitiu um comunicado: “O Santana Parque Shopping entrou em contato com a cliente para pedir desculpas pela abordagem inadequada. O shopping compreende o racismo estrutural presente na nossa sociedade e reconhece seu papel de combater qualquer tipo de discriminação. Será reforçado o trabalho contínuo de conscientização e reeducação de todos os colaboradores, dada a importância e a urgência desse tema”.

MAIS LIDAS

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›