Exclusivo: Era Uma Vez… fez audiência do Canal Viva disparar

Era Uma Vez...
Elias Gleizer (Vô Pepe) em Era Uma Vez…; Canal Viva celebra sucesso de novela que chega ao fim nesta quinta-feira (8) (Imagem: Nelson Di Rago / Globo)

Nesta quinta-feira (8), o Canal Viva exibe o último capítulo de Era Uma Vez… (1998). A novela de Walther Negrão abriu a nova faixa dedicada ao gênero, com foco em produções infanto-juvenis – ou que, de alguma forma, tenham atingido este público. Fato é que o horário das 12h40 com reapresentação à 1h30 configurou um imenso sucesso de audiência, conforme o Viva, através de sua Comunicação, revela à coluna com exclusividade.

“Foi um grande prazer exibir Era Uma Vez em uma nova faixa horária de novelas no Viva. A reapresentação foi um sucesso e atingiu resultados excelentes de audiência: conquistou a liderança no ranking da TV Paga em seus dois horários de exibição, alcançou uma média de mais de 272 mil pessoas por capítulo e ainda ampliou a participação do canal na TV Paga nos seus horários, principalmente no vespertino, em 77%, comparado à 2020”, garante.

Era Uma Vez… acompanha o romance de Álvaro (Herson Capri) e Madalena (Drica Moraes). Viúvo, o veterinário conta com a ajuda do pai, Pepe (Elias Gleizer), para educar os quatros filhos. O avô materno, Xistus (Cláudio Marzo), reivindica a guarda das crianças; Madalena, mulher de passado misterioso, é contratada pelo empresário para cuidar dos pimpolhos.

O público do Viva acabou impressionado com a “adultização” da trama. Por amor a Álvaro, a vilã Bruna (Andréa Beltrão) tentou o suicídio. Casais como Júlio (André Gonçalves) e Isaura (Myrian Rios) dominaram a narrativa. Xistus protagonizou cenas de cama com Heloísa (Suzy Rêgo), encarregada de investigar as misteriosas circunstâncias da morte da filha dele, Débora (Ângela Figueiredo).

Para substituir Era Uma Vez…, o Canal Viva aposta em Sonho Meu (1993). Segundo folhetim de maior audiência da faixa das 18h na década de 1990 – atrás apenas da antecessora Mulheres de Areia –, o título destaca a luta de Cláudia (Patrícia França) para reaver a posse da filha Maria Carolina (Carolina Pavanelli), acolhida por Tio Zé (Elias Gleizer). O título estreia na segunda-feira (12) cercado de expectativa, tanto do público quanto do canal:

“Sonho Meu marcou uma geração de fãs com seu elenco de peso, a narrativa envolvente e a memorável abertura, com trilha sonora de Xuxa e José Augusto. Estamos muito contentes em estrear a novela no Viva, será a primeira reapresentação na televisão brasileira, 28 anos após sua exibição. Nossa expectativa é de que o sucesso se repita, e ela conquiste ainda mais fãs”.

Duh Secco
Duh Secco é  "telemaníaco" desde criancinha. Em 2014, criou o blog Vivo no Viva, repercutindo novelas e demais atrações do Canal Viva. Foi contratado pela Globosat no ano seguinte. Integra o time do RD1 desde 2016, nas funções de repórter e colunista. Também está nas redes sociais e no YouTube (@DuhSecco), sempre reverenciando a história da TV e comentando as produções atuais.
Veja mais ›