Famosos brasileiros decidem lutar contra o racismo e tomam decisão

Famosos
Famosos brasileiros entram em campanha contra o racismo (Imagem: Reprodução – Instagram / Montagem – RD1)

Após vários artistas internacionais se mostrarem mobilizados nas ruas em protestos contra o racismo e suas consequências, os famosos brasileiros começaram a fazer parte da luta por essa causa e decidiram fazer o mesmo, só que nas redes sociais.

Várias marcas, instituições e celebridades aderiram ao ato com a hashtag #blackouttuesday, promovendo a reflexão sobre os vários negros e negras que são atacados todos os dias por causa da cor da pele.

O objetivo é fazer com que as autoridades mudem suas posturas diante dessa situação e que a população passe a escolher políticos dispostos a lutarem pela causa em seus mandatos, coisa que não costuma acontecer normalmente.

Nomes como Anitta, Neymar, Bruna Marquezine, Taís Araújo, Joelma, Patricia Abravanel, Maria Casadevall, Juliano Lahan, Marcelo Mello Jr, Felipe Neto, Susana Vieira, Marina Ruy Barbosa, Ludmilla, Mel Maia, Manu Gavassi e Klebber Toledo foram alguns deles.

Renata Fan, Bruno Gagliasso, Grazi Massafera, Tatá Werneck, Bianca Andrade, Bruno Montaleone, Silvero Pereira, Tiago Iorc, Sophia Abrahão, Sabrina Sato, Celso Portiolli, Gusttavo Lima, MC Rebecca, Maisa Silva, Claudia Leitte e Ivete Sangalo também entraram na campanha.

Teve ainda posts de Claudia Raia, Marília Mendonça, Pedro Scooby, Boninho, Viviam Amorim, Malvino Salvador, Alok, Di Ferrero, Preta Gil, Isis Valverde, Larissa Manoela, Cleo Pires, Fiuk, Alice Wegmann, Luciano Huck, Carla Diaz, Clara Castanho, Kevinho, entre outros.

Sandra Annenberg, por exemplo, declarou: “Não precisa ser negro para lutar contra o racismo. Só precisa ser humano”. “A escuridão não pode expulsar a escuridão, apenas a luz pode fazer isso. O ódio não pode expulsar o ódio, só o amor pode fazer isso”, disse Gisele Bündchen.

“É pela Cláudia Silva Ferreira, Jenifer Cilene, Kethellen de Oliveira Gomes, Kauã Rozário, Kauê Ribeiro, pela Agatha Félix, por João Pedro Mattos, Marielle Franco, George Floyd e outras tantas pessoas que tiveram suas vidas arrancadas. Para todos e por todos que ainda estão vivos”, legendou Taís Araújo.

Preta Gil, por sua vez, escreveu: “Não podemos assistir a isso tudo calados, tá errado! A escalada fascista cresce a olhos vistos de todos e o racismo estrutural vem sendo filmado e exposto para quem insiste em negá-lo. A hora de nos unirmos é agora, estamos do lado certo da luta e isso é libertador”.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por RD1 • Notícias da TV e Famosos (@rd1oficial) em

CONTINUE LENDO →

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com