Felipe Neto cobra Jovem Pan após ex-BBB Adrilles dizer que youtuber “pode morrer”

Felipe Neto
Felipe Neto detonou o ex-BBB Adrilles após fala polêmica (Imagem: Reprodução – Instagram – YouTube / Montagem – RD1)

Felipe Neto usou o seu perfil do Twitter, nesta terça-feira (23), para cobrar uma atitude da Jovem Pan News contra o ex-BBB Adrilles Jorge. O comentário dele foi feito após o comentarista declarar que o youtuber “pode morrer” durante sua participação no Opinião.

“Isso aqui é o bolsonarismo. O ex-BBB que se acha cientista político e passa 24h por dia chamando Bolsonaro de herói. Desejou minha morte em rede nacional e ainda falou ‘amém’. E aí Jovem Pan News, isso é normal? É aceitável?”, questionou o influenciador.

Felipe Neto ainda declarou: “O sujeitinho que se acha cientista político desejou minha morte ao vivo. Vejam o que ele disse quando uma professora desabafou desejando morte de direitistas na Covid”.

Junto com o texto, o youtuber ainda postou dois comentários de Adrilles no Twitter. “Agora vejam o q ele falou sobre desejar a minha morte HOJE: Se puder, deixe sua risada com seu RT”, comentou Neto.

No primeiro tuíte, o ex-BBB escreveu: “A professora que desejou a morte de toda a direita e de idosos por Covid segue o mesmo pensamento dos jornalistas que chamam Bolsonaro de genocida maldito. O ideário destes esquerdopatas é demonizar, deturpar, massacrar e eliminar todos que pensam diferente”.

“A morte tem várias acepções. Pessoas vivas morrem dentro de nós, mesmo fisicamente mortas. A morte nos empurra para uma vida significativa porque finita. Pra viver bem é preciso matar sentimentos, ideais, ideias, ídolos que nos prejudiquem. Simbolicamente, claro”, completou em outra postagem.

Adrilles polemiza sobre Marília

Na semana passada, na Jovem Pan News, ao comentar sobre o Grammy Latino, o comentarista falou sobre Anitta e Marília Mendonça (1995-2021) e criticou o talento das duas.

O ex-BBB fez insinuações sobre os atributos vocais e artísticos da sertaneja, que faleceu há duas semanas por causa de acidente aéreo e deixou o país de luto.

“Anitta e Marília Mendonça tem uma coisa em comum. Elas falam a estratos muito grandes da população. São cantoras muito populares, muito pop. Não são necessariamente grandes artistas ou grandes cantoras“, iniciou o apoiador do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Adrilles seguiu: “Uma fala da brincadeira sexual, afetiva, como se fosse um parque de diversões. A outra, a nossa querida Marília Mendonça, falava e colocava culpados pelas dores de amor, pelos ressentimentos, pelas mágoas, colocava culpados meio clicherescos, mas muito afeitos à população que gosta”.

Fazendo referência à Anitta, artista que é crítica de Bolsonaro, o ex-BBB foi direto: “A população gosta de se entorpecer. Isso não é uma grande arte, mas é uma grande coisa que fala à alma das pessoas”.

MAIS LIDAS

Luiz Fábio Almeida
Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e colunista do RD1. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser encontrado através do email [email protected]
Veja mais ›