Felipe Neto e Mario Frias trocam farpas e secretário faz ameaça

Felipe Neto
Felipe Neto e Mario Frias discutem em rede social (Imagem: Reprodução – Instagram – Agência Brasil/ Montagem – RD1)

Felipe Neto e Mario Frias trocaram farpas e acusações no Twitter, nesta terça-feira (13). O youtuber criticou o secretário especial de Cultura ao falar da decisão da Fundação Nacional de Artes (Funarte) de negar autorização para que o Festival do Jazz do Capão, na Bahia, captasse recursos através da Lei Rouanet.

A justificativa da pasta do Governo Bolsonaro inclui uma postagem antifascista feita no ano passado nas páginas do evento. A proibição foi divulgada ontem (12) pela organização do festival e recebeu várias críticas. Mario, então, reagiu contra algumas pessoas e ameaçou outras de processo após ser chamado de “otário” e “fascista”.

Ao ver a situação, o influenciador digital declarou: “Mario Frias, o secretário de cultura, diz que vai processar todo mundo que xingá-lo. Ele está sendo venerado por Silas Malafaia, Eduardo Bolsonaro e Carla Zambelli. O motivo? Ele barrou um festival de jazz da Bahia porque tinha no título ‘ANTI-FASCISTA’. Mas calma que piora…”.

“O festival se dizia ‘anti-fascista e a favor da democracia’. Mario Frias impediu a captação de investimento usando a lei. Agora, o MOTIVO dado para barrar: ‘O objetivo e finalidade maior de toda música não deveria ser nenhum outro além da glória de Deus e a renovação da alma'”, acrescentou Felipe Neto.

O youtuber ainda completou: “O Mario Frias está processando criminalmente quem o chama de otário? Mario Frias, eu não te acho otário não. Eu te acho um admirador lambe-botas de genocida e conivente com genocídio praticado pelo seu mestre. Você, aos meus olhos, é uma vergonha para a cultura brasileira”.

O secretário de Cultura rebateu o famoso e disse que entrará na Justiça contra ele. O youtuber respondeu que não teme esse tipo de ameaça e ainda lembrou que oferta ajuda jurídica em casos do tipo.

“Qualquer pessoa que venha a ser processada pelo Mario Frias apenas por expor opinião (lembrando que é preciso se manter dentro da lei) pode procurar o ‘Cala Boca Já Morreu'”, escreveu ele.

Luiz Fábio Almeida
Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e colunista do RD1. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser através do email [email protected]
Veja mais ›