Felipe Neto reage indignado com postura de governistas na CPI da Covid

Felipe Neto
Felipe Neto acompanha CPI da Covid e faz crítica severa em rede social a senadores aliados do Governo Bolsonaro (Imagem: Reprodução / YouTube)

Felipe Neto expôs o seu sentimento sobre o trabalho dos senadores governistas na CPI da Covid, em Brasília. O ativista não escondeu a sua insatisfação pelas declarações, suposições, teorias e achismos da tropa do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

No Twitter, o youtuber se mostrou enojado sobre como o governo atual e a família Bolsonaro tem tratado os seus aliados, e deu como exemplo Luiz Paulo Dominguetti, chamado como testemunha para a sessão da última quinta-feira (1º).

“Sabe uma coisa que me enoja muito no governo Bolsonaro e na sua família? Como eles não possuem fidelidade nenhuma com ninguém”, desabafou Felipe Neto, que completou:

“Estava vendo a CPI hoje… Plantaram um depoente falso para tentar salvar a cara do governo, quando viram que deu errado, tentaram fritar o cara ali mesmo”.

Policial militar e representante comercial, Luiz Paulo Dominguetti prestou depoimento à CPI da Covid e confirmou a denúncia de que o ex-diretor do Ministério da Saúde Roberto Dias pediu propina de US$ 1 por dose da vacina Astrazeneca para que o negócio fosse fechado.

Sua declaração, no entanto, foi composta por uma tentativa de incriminar o deputado Luis Miranda (DEM-DF), exibindo na CPI um áudio em que o parlamentar aparece falando da compra de um produto farmacêutico. O PM disse que Miranda estava negociando vacinas, mas depois recuou e disse que não tinha certeza.

Representante da americana Davati Medical Supply, Dominguetti foi alvo de dúvidas, com ameaças de prisão em flagrante por mentir aos senadores. Os parlamentares pediram a apreensão do celular do depoente. Omar Aziz (MDB-AM), acatou o pedido.

Confira:

Paulo CarvalhoPaulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email [email protected].
Veja mais ›