Fusão entre WarnerMedia e Discovery faz TV por assinatura entrar em guerra

WarnerMedia
WarnerMedia é alvo de ação no Cade após anúncio de fusão com o Discovery (Imagem: Divulgação / Warner Bros)

A Neo TV, Associação representante de mais de 180 empresas de TV por assinatura, está em contato com o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), por causa da fusão entre WarnerMedia e Discovery, e afirma que tal ação é o mais novo perigo do mercado nacional.

Segundo o Notícias da TV, a Neo usa como argumento os 31,7% pertencentes à WarnerMedia e Discovery do mercado de canais da TV a cabo. Contando com os canais infantis, o número alcança 52,4% da fatia do mercado. Um índice muito superior ao Disney/Fox antes da fusão das empresas.

A Neo desmente a informação das grandes empresas sobre a fusão pensada única e exclusivamente para o streaming. A associação destaca que tanto as plataformas on demand quanto a TV por assinatura vão viver em harmonia.

“A realidade é bastante distinta do apresentado pelas requerentes. É nítido que não terão nenhum concorrente com nível de audiência semelhante no mercado de canais infantis. De fato, elas deterão, sozinhas, mais de 50% de toda a audiência destinada a este mercado, enquanto seu rival mais próximo, a ViacomCBS, deterá participação apenas levemente superior a 20%, e Globo e Disney deterão canais com participações de mercado ainda inferiores”, diz a Neo.

“É verdade que as plataformas de streaming conquistaram muitos clientes nos últimos anos, mas também é nítido que parcela relevante dos consumidores considera os serviços OTT como complementares à TV por assinatura”, aponta.

“A operação aumentará significativamente a concentração do mercado de canais infantis, gerando risco de exercício de poder de mercado unilateral e um monopólio perigoso”, sinaliza.

De olho no streaming

A Warner Bros. Discovery quer investir pesado em seu serviço de streaming para dar aos fãs das suas produções a melhor experiência, usando franquias como Harry Potter e filmes da DC como os grandes atrativos.

O canal de notícias CNN e a programação esportiva do conglomerado deve entrar no pacote. O negócio está fechado e os valores se aproximam de US$ 43 bilhões (R$ 131 bilhões).

Com a fusão, a Warner/Discovey vai ficar responsável pelos seguintes canais: Cartoon Network, Food Network, TNT, TBS, TCM, TLC, HBO, CNN, Animal Planet e Investigação Discovery.

MAIS LIDAS

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›