Globo busca acordo às pressas com times abandonados pelo TNT Sports

Globo
Galvão Bueno é o principal narrador da Globo; emissora carioca busca acordo com times para a TV paga (Imagem: Reprodução / Globo)

A Globo, por meio do SporTV, vai ganhar mais dois times para o seu catálogo de transmissões. Os clubes Ceará e Fortaleza estão próximos de fechar com o grupo de comunicação para os direitos do Campeonato Brasileiro.

Robinson de Castro, presidente do Ceará, está bastante empolgado com a ideia da nova parceria com o canal carioca. Em conversa com o Notícias da TV, ele diz que o diálogo com a diretoria da Globo está avançando.

Caso o acordo seja assinado, ele valerá por três anos, entre 2022 e 2024, quando encerrará o ciclo atual de contrato entre o canal da família Marinho e os times da Série A do Campeonato Brasileiro.

O modelo de contrato é o mesmo dos outros times para exibição no SporTV. Sendo assim, 40% são pagos igualitariamente entre os clubes, 30% pelo número de partidas exibidas, e os outros 30% pela classificação final no Brasilierão. No TNT Sports, o valor era de 50% repartido de forma igual, 25% pela audiência dos jogos e 25% pela classificação final.

Até o momento, cinco times estão fora da TV por assinatura pela falta de acordo: Palmeiras, Santos, Bahia, Athletico-PR e Juventude-RS. A Globo está confiante em contar com todos os times de volta ao seu catálogo.

Turner fora do Brasileirão

Envolvida com o mundo do futebol como uma concorrente direta da Globo na TV por assinatura, a Turner vai sair das transmissões do Brasileirão a partir da temporada do ano que vem.

Por meio de nota, o grupo de mídia deixa claro que “a oferta de transmissão fragmentada do Campeonato Brasileiro de Futebol não permite à companhia proporcionar uma experiência integral aos seus assinantes”.

Para o rompimento, a Turner vai usar uma cláusula do contrato para não ser alvo de nenhum processo de qualquer time parceiro. Ela afirma que “exercerá o direito de transmitir o Campeonato Brasileiro da Série A, sob a marca TNT Sports a partir de 2022”. Vale lembrar que os contratos não estão dentro da Lei do Mandante, sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

MAIS LIDAS

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›