Gisele Fróes revela que se inspirou em O Diabo Veste Prada para atuar em A Vida da Gente

Gisele Fróes
Gisele Fróes relembra preparação para A Vida da Gente (Imagem: Divulgação)

Desde o mês passado, A Vida da Gente está de volta na Globo no horário das seis. Na trama, Gisele Fróes interpreta a cruel Vitória, que mantém uma escola de tênis, onde é temida por seus alunos e equipe.

Casada há dez anos com Marcos (Angelo Antônio), trabalha fora enquanto o marido se ocupa cuidando da casa e das duas filhas.

Em entrevista à colunista Carla Bittencourt, a atriz ressaltou que a personagem passava do ponto em diversas atitudes:

A dedicação dela era simplesmente a vencer, a conquistar títulos. Não tinha uma relação de carinho com o marido ou com as filhas, nem mesmo com as pupilas dela no esporte. É uma mulher sem empatia, sem flexibilidade nas relações. Já eu sou molenga e precisei exercitar essa firmeza em mim para a personagem, tentando entender o que faz uma pessoa ser tão pouco generosa, tão pouco doce”.

Apesar das características, Gisele ficou muito feliz em saber que iria revê-la na Globo: “A Vida da Gente é um trabalho lindo! Texto, direcão, direção de arte, figurino, elenco, tudo muito precioso. Imagino que o público tenha ótimas lembranças do trabalho, por isso a reação tão positiva. Eu fiquei superfeliz quando soube que teríamos a oportunidade de assistir outra vez. É um trabalho que me dá muito orgulho”.

Ao ser questionada sobre de onde saiu a inspiração para atuação, a veterana lembrou que assistiu um filme de grande sucesso:

“Sim, tive inspiração em outras personagens que são duras. Na época lembro que vi Meryl Streep em O Diabo Veste Prada. Fui me nutrindo. Cada personagem que a gente faz vai aumentando a nossa história. A Vitória me deu a oportunidade de exercitar dentro de mim uma pessoa mais seca, mais reta. Não do lado ruim, porque ela é uma pessoa insensível para muitas coisas. Mas, por que não experimentar como seria se eu fosse uma pessoa mais reta, mais direta com as pessoas, sem muitos rodeios? Aprendo com os personagens e a Vitória me deu a oportunidade de experimentar isso”.

Segundo Fróes, o período mais difícil foi o início das gravações, quando ela precisou achar a medida certa para a vilã, tentando fugir do estereótipo. “Isso exigiu bastante trabalho, mas como eu adoro trabalhar…”.

A Vida da Gente substituiu A Flor do Caribe, enquanto a inédita Nos Tempos do Imperador segue em produção nos Estúdios da Globo.

AvatarDa Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›