Google diz que Alexandre Garcia lucrou 70 mil reais com fake news na pandemia

Alexandre Garcia
Alexandre Garcia recebeu muito dinheiro disseminando fake news, aponta o Google (Imagem: Reprodução / CNN Brasil)

Alexandre Garcia virou alvo de uma grande polêmica. Apoiador do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o comentarista da CNN Brasil é apontado como o dono de canal no YouTube que mais lucrou com a disseminação de fake news envolvendo a Covid-19.

A informação foi divulgada pelo Google, através de dados sigilosos que enviou para a CPI da Covid, no Senado. Segundo informações da jornalista Natália Portinari, do jornal O Globo, o jornalista teve 126 vídeos retirados do ar por ele próprio ou pela plataforma que haviam rendido quase R$ 70 mil em remuneração pela audiência e publicidade.

Depois de Alexandre Garcia, aparecem na lista os canais Gustavo Gayer (R$ 40 mil), Notícias Política BR (R$ 20,7 mil) e Brasil Notícias (R$ 17,7 mil) nas primeiras colocações. Ao todo, os usuários ganharam US$ 45 mil, o equivalente a R$ 230 mil.

O canal de Leda Nagle, que removeu 20 vídeos ao todo, também aparece na lista, que aponta que ela teria recebido R$ 14,7 mil do Google.

Os canais no YouTube estavam ganhando dinheiro disseminando notícias falsas sobre a pandemia antes que seus vídeos fossem apagados da rede social. Por isso, a comissão pediu para a empresa de tecnologia uma lista de 385 vídeos removidos pela plataforma ou deletados pelos próprios usuários após serem identificados como disseminadores de desinformação.

A publicação informou ainda que a maioria dos vídeos expõe propagandas de drogas comprovadamente ineficazes contra o coronavírus, como a ivermectina e a cloroquina, e também denunciam um suposto complô contra o uso dos medicamentos feito pelos opositores de Bolsonaro.

“A propagação de fake news a respeito da pandemia tem sido uma ação orquestrada e com consequências diretas no agravamento do número de mortes pela covid-19”, declarou o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que fez o pedido à plataforma norte-americana com base em um levantamento da Novelo Data sobre vídeos que “desapareceram” da rede social em 2021.

AvatarDa Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›