Malhação Verão estreou em meio à tristeza com acidente dos Mamonas Assassinas

Malhação
Carolina Dieckmann (Juli) em Malhação Verão; temporada resgatada pelo Canal Viva estreou em meio à tristeza com o acidente fatal dos Mamonas Assassinas (Imagens: Divulgação / Globo – Mamonas Assassinas)

O Canal Viva estreou no último dia 31, às 16h, a fase “verão” de Malhação. A sequência da primeira e inesquecível temporada levou personagens como Juli (Carolina Dieckmann) e Mocotó (André Marques) para o Rancho da Maromba, espécie de colônia de férias liderada por Hugo (Marcos Frota) e família. O especial, exibido originalmente entre março e abril de 1996, marcou a preparação da novela para o segundo ano, com lançamentos como Susana Werner. Ainda, uma infeliz coincidência: o programa, voltado para crianças e adolescentes, entrou em cena no momento em que este público vivia o luto da partida dos Mamonas Assassinas. Abaixo, curiosidades da obra.

Efeito Cigano Igor

Malhação
Ricardo Macchi (Igor) em Explode Coração; críticas ao trabalho do ator causaram pressão no elenco de Malhação (Imagem: Jorge Baumann / Globo)

Malhação “de férias” marcou a chegada de Wolf Maya à direção de núcleo da novela – hoje direção artística. Da equipe anterior, liderada por Roberto Talma e Gonzaga Blota, apenas Leandro Neri foi mantido. Wolf, que então respondia por Cara & Coroa às 19h, levou o parceiro Carlos Magalhães com ele. A ideia era “amadurecer” as tramas.

Entro com o compromisso de acentuar o conteúdo. Fizemos uma pesquisa com o nosso público, que é de adolescentes e donas de casa, e descobrimos que as discussões que foram ao ar no ano passado não geraram muito interesse. O jovem de hoje não quer falar de virgindade e casamento. Este ano, vamos tratar de temas como drogas, formação profissional, entre outros”, declarou Maya ao jornal O Globo (14/01/96).

Outro desejo era o de melhorar o desempenho do elenco, formado, em sua maioria, por atores inexperientes. A Globo passava por uma situação desagradável com Explode Coração, às 20h. Ricardo Macchi e seu personagem, Cigano Igor, viraram sinônimo de atuação ruim. Wolf Maya ponderou, no mesmo jornal citado acima (10/01/96):

Contratei gente de gabarito, como Marcos Frota. Um ator, na minha opinião, tem que ter consistência. Por exemplo, eu fiz um teste com o Ricardo Macchi, para a novela ‘Cara & Coroa’ [Guiga, entregue a Márcio Garcia] e ele não passou. Em ‘Malhação’ estamos usando o mesmo critério”.

O novo diretor pretendia contar ainda com Betty Lago na pele de Dóris. A atriz, no entanto, estava comprometida há tempos com Carlos Lombardi para Vira Lata, às vésperas da estreia na faixa das 19h. Bianca Byington ficou com o papel. Alexandre Frota e Victor Hugo também eram cotados para o especial de verão, que marcou o lançamento de Susana Werner.

Promessas

Malhação
André Marques (Mocotó), Luigi Baricelli (Romão), Renata Ghelli (Ruth), Susana Werner (Mariana), Ana Paula Guimarães (Nani) e Cláudio Heinrich (Dado) em Malhação Verão (Imagem: Jorge Baumann / Globo)

Também para Vira Lata foi Carolina Dieckmann, que ansiava deixar Malhação. A manutenção do formato passava, evidentemente, pela renovação de elenco. Musa do verão 1995, promovida a apresentadora do SporTV e estrela da abertura de Cara & Coroa, Susana Werner foi integrada à temporada “verão” com a promessa de permanecer no novo ano da novela.

O temor da estreante em questão quanto ao “efeito Cigano Igor” era público e notório. “Estou com um pouco de medo, mas me dedicarei muito para que as pessoas não me critiquem tanto quanto criticaram o Ricardo Macchi. A Fernanda Rodrigues, que interpreta a Luiza na novela, é muito minha amiga e já prometeu ajudar”, admitiu Susana em entrevista ao O Globo (17/12/95).

Werner ficou em Malhação até julho de 1997 quando Mariana, sua personagem, saiu de cena ao lado de Ronaldo. O jogador de futebol, promessa da Copa do Mundo na França, era namorado da atriz na “vida real”.

Thiago Fragoso, Nívea Stelmann e Dandara Guerra, filha de Claudia Ohana, foram outras figuras “lançadas” em Malhação “Férias”. Nívea ganhou notoriedade no ano seguinte, quando foi aprovada no teste para A Indomada, às 20h. Dandara já havia gravado sequências de A Próxima Vítima (1995), representando a infância de Isabela Ferreto, personagem de sua mãe.

Menor de idade, Dandara Guerra contou com a companhia da irmã por parte de pai, a também atriz Janaína Diniz, durante as gravações no Hotel Saint Moritz, quilômetro 36 da estrada Teresópolis – Friburgo, região serrana do Rio de Janeiro. Janaína é filha do cineasta Ruy Guerra e da atriz Leila Diniz, falecida num desastre aéreo em 1972, aos 27 anos.

Estrelinhas

Malhação
Fernanda Rodrigues (Luiza), Eduardo Caldas (Lucas), Nívea Stellman (Luana) e Carolina Dieckmann nos bastidores de Malhação Verão (Imagem: Reprodução / Gshow)

Para as quatro tramas desenvolvidas no Rancho da Maromba, Malhação mobilizou estrelas do elenco mirim da Globo. Eduardo Caldas, destaque em Felicidade (1991) e De Corpo e Alma (1992), voltava à novela como Lucas. O personagem foi concebido para a fase 1995. Na ocasião, a mãe dele, Antônia (Nívea Maria), escancarava seu racismo ao descobrir que o professor de natação do filho era preto.

Lucas reencontrou o instrutor, Israel (Ademir Zanyor), na colônia de férias. Os dois acompanharam a trajetória do tímido Sílvio (Patrick de Oliveira), que, com a ajuda de Mariana, consegue enfrentar o bullying praticado por Mocotó. Patrick fez fama em Despedida de Solteiro (1992). Passou também por Fera Ferida (1993) e A Próxima Vítima.

Ainda, as meninas Carmen Caroline e Beta Madruga, de Sonho Meu (1993). Beta também pode ser vista, no Viva, em A Viagem (1994). É ela a amiguinha de Dudu (Daniel Ávila), Taís.

Coordenando a trupe, Marcos Frota como o orientador Hugo. A inspiração para o papel veio de Carlos Arthur Thiré, filho de Cecil Thiré, então monitor da colônia de férias dos filhos de Marcos.

Do riso ao choro

Malhação
Samuel, Julio, Dinho, Bento e Sergio, integrantes do Mamonas Assassinas; cobertura de desastre aéreo dominou dia da estreia de Malhação Verão (Imagem: Reprodução / Gshow)

Malhação Verão estreou em 4 de março de 1996. A ideia era lançar a temporada na segunda-feira anterior, 26 de fevereiro. Com o atraso, e a exibição nos primeiros dias de outono, a Globo optou por rifar o “verão” do título – embora a abertura mencionasse, textualmente, a estação.

Naquele mesmo 4 de março, o canal resgatou Despedida de Solteiro (1992), novela de Walther Negrão, em Vale a Pena Ver de Novo. A Sessão da Tarde recorreu ao clássico Esqueceram de Mim (1990), estrelado por Macaulay Culkin e comumente reservado para as festividades de Natal. Às 18h, logo após Malhação, o primeiro capítulo de Quem é Você, argumento de Ivani Ribeiro, falecida em julho de 1995, desenvolvido por Solange Castro Neves e Lauro César Muniz.

O entretenimento, porém, acabou ofuscado pelo jornalismo. Na noite de sábado (2), o Lear Jet que transportava os cinco integrantes dos Mamonas Assassinas – Alecsander Alves (Dinho), Bento Hinoto, Julio Rasec, Samuel e Sérgio Reoli –, profissionais de apoio, piloto e copiloto.

Coberturas do tipo, 25 anos atrás, não acarretavam na suspensão da grade como hoje. Notícias a respeito das cerimônias de despedidas dos Mamonas dividiram espaço com as estreias do dia através de boletins e telejornais. No Jornal Nacional daquela noite, uma gravação caseira obtida pelo repórter Caco Barcellos revelou o sonho de um dos integrantes do grupo às vésperas do acidente.

Os rapazes dos Mamonas encaravam os aviões com medo e fascínio. Em várias entrevistas, falaram com ironia da possibilidade de um acidente. Parecia que eles sabiam, como disse sábado o tecladista Julio Rasec, numa gravação exclusiva”, anunciou Cid Moreira. “Essa noite eu sonhei com um negócio assim… Parecia que o avião caía… Não sei”, confidenciou o músico.

Assim como a morte de Ayrton Senna, dois anos antes, catalisou as atenções da mídia para a companheira do piloto, Adriane Galisteu, o trágico destino dos Mamonas Assassinas deu visibilidade a Valéria Zopello, namorada de Dinho. Ao jornal O Estado de São Paulo (17/03/1996), a modelo revelou que declinou de um convite para Malhação por causa do romance: “Estava ótimo viver em função dele”.

Duh Secco
Duh Secco é  "telemaníaco" desde criancinha. Em 2014, criou o blog Vivo no Viva, repercutindo novelas e demais atrações do Canal Viva. Foi contratado pela Globosat no ano seguinte. Integra o time do RD1 desde 2016, nas funções de repórter e colunista. Também está nas redes sociais e no YouTube (@DuhSecco), sempre reverenciando a história da TV e comentando as produções atuais.
Veja mais ›