JN causa ao mostrar vídeo de Eduardo Bolsonaro mandando enfiar a máscara “no rabo”

William Bonner
JN repercute ataque de Eduardo Bolsonaro contra a imprensa (Imagem: Reprodução – Globo / Montagem – RD1)

O JN exibiu na última quinta-feira (11) o vídeo no qual o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) manda a imprensa enfiar a máscara “no rabo”. A fala chula do filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi motivada por duas imagens da comitiva brasileiro que viajou para Israel na última semana.

Na primeira imagem, em solo brasileiro, as autoridades brasileiras apareceram na pista pronto para a viagem aglomerados e sem o uso da máscara. Na segunda imagem, em solo estrangeiro, a equipe do governo brasileiro surgiu toda mascarada.

A repercussão da mudança de postura dos auxiliares do presidente Bolsonaro foi enorme, e Eduardo não gostou. No JN, William Bonner destacou que a declaração foi repudiada por especialistas e políticos do Brasil.

“Uma declaração do deputado Eduardo Bolsonaro, usando termos grosseiros para desqualificar o uso de máscaras, provocou críticas de especialistas e também de políticos”, começou o âncora do telejornal.

No vídeo, Eduardo Bolsonaro, da Comissão de Relações Exteriores da Câmara, atacou: “Eu acho uma pena essa imprensa mequetrefe que a gente tem aqui no Brasil fique dando conta de cobrir apenas a máscara. ‘Ah, tá com máscara, tá sem máscara’. Enfia no rabo! Po***! A gente está lá trabalhando, ralando”.

Raquel Stucchi, consultora da Sociedade Brasileira de Infectologia, se indignou no JN e lamentou as palavras do parlamentar. “É um desserviço total. É como convidar as pessoas para se atirarem num precipício, é mais ou menos isso, porque nós estamos caminhando para o precipício em termos de descontrole da pandemia, em termos de colapso do sistema de saúde”, desabafou.

“As máscaras continuam sendo, sim, uma medida importante de bloqueio da transmissão do coronavírus, inclusive, das novas variantes que estão entre nós”, ressaltou a especialista. Ontem, o país registrou mais de 2 mil mortes de Covid-19 nas últimas 24 horas.

O deputado Fábio Trad (PSD-MS), condenou a atitude de Eduardo. “O Brasil está de luto, o Brasil chora os seus mortos, de maneira que o palavreado chulo e repugnante de um político que representa o Brasil lá fora traduz, além de violação do Código de Ética da Câmara dos Deputados, demonstra total falta de empatia, falta de sintonia afetiva com que o povo brasileiro está neste momento sentindo”, acusou.

Paulo CarvalhoPaulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email paullocarvalho19@gmail.com.
Veja mais ›