João Doria chama Bolsonaro de maluco e Alexandre Frota reage no Twitter

Alexandre Frota
Doria e Alexandre Frota cutucam Bolsonaro (Imagem: Reprodução – Band – SBT – TV Cultura / Montagem – RD1)

O deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP) entrou na onda do governador João Doria (PSDB), que chamou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de maluco durante uma entrevista divulgada nesta semana.

Ao podcast Flow, o governador disse que a única vez que Bolsonaro pisou os pés em São Paulo foi para a inauguração de um relógio no Ceasa. Antes, ele pontuou que enquanto reinaugurou o Museu da Língua Portuguesa, o “capitão” estava em uma motociata no interior do estado.

“Nós inaugurando o Museu da Língua Portuguesa e ele fazendo o quê? Motociata em Presidente Prudente. Aliás, o Bolsonaro só veio aqui uma vez para inaugurar uma coisa, em São Paulo, em dois anos e meio. O Estado mais poderoso do país”, frisou.

“Esse maluco veio aqui a São Paulo com pompa e circunstância, com o airbus presidencial, com quatro jatinhos para ministros, foi no Ceasa inaugurar o mecanismo do relógio que mandou arrumar”, criticou. “Pintaram a caixa d’água, no alto da caixa d’água já tinha o relógio. Não era novo”, esnobou.

“O maluco foi lá inaugurar. Foi a única coisa que ele veio fazer aqui”, alfinetou. Doria garantiu que mandou um convite para a inauguração do museu ao rival. “Eu convidei. Eu tive a educação de convidá-lo. Nem respondeu”, contou.

Sobre a motociata em São Paulo, Doria destacou que o Chefe do Executivo recebeu uma multa pesadíssima: “Tomou multa. A segunda multa já. Quase duzentos mil de multa”.

O trecho que o tucano chamou Bolsonaro de maluco foi compartilhado no Twitter por Alexandre Frota, que aprovou o apelido: “Muito bom”.

Ranço

Recentemente, Frota refrescou a memória dos fãs e relembrou frases de Bolsonaro ao longo dos últimos dez anos.

Uma das frases ditas por ele envolveu a ex-presidente Dilma Rousseff (PT). “Espero que saia; infartada, com câncer, de qualquer jeito”, disparou em 2015

Em 2011, Bolsonaro soltou uma ameaça contra a comunidade LGBTQIA+: “Prefiro filho morto em acidente a um homossexual”.

Confira:

Esse conteúdo não pode ser exibido em seu navegador.

Paulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email [email protected].
Veja mais ›