Joaquim Lopes não segura a emoção após ser vacinado contra a Covid-19 e faz discurso

Joaquim Lopes
Joaquim Lopes não segura a emoção após ser vacinado contra a Covid-19 e faz discurso (Imagem: Reprodução / Instagram)

Por ter 41 anos de idade, Joaquim Lopes pôde tomar a vacina contra o novo coronavírus e também aproveitou para registrar o momento histórico. O famoso não segurou a emoção depois da novidade, como mostrou num vídeo rápido que fez para falar com seus seguidores.

Na tarde desta quarta-feira (7), o ator chegou a quase chorar depois de tomar a primeira dose — de duas — do imunizante e tentou descrever o que estava sentindo naquele momento:

Que coisa de maluco ficar emocionado com um direito básico, né? A gente fica aliviado e ao mesmo tempo sente por todas essas vítimas que essa doença horrorosa causou. Minha solidariedade e sentimentos mais profundos a quem perdeu alguém, ou que passou por uma situação difícil durante essa pandemia”.

Já na legenda da publicação do Instagram, Joaquim comemorou o fato de estar parcialmente protegido e surpreendeu ao falar que a raiva foi um dos pensamentos que lhe veio à cabeça:

Meu Deus como eu tava ansioso. Quanta espera. Quantos medos. Quantas privações. Achei que ia ficar só feliz, mas não foi assim. Impossível não sentir revolta com o tanto que essa vacina demorou pra chegar no braço do povo. Vidas perdidas e famílias despedaçadas. Meus sentimentos mais profundos. Mesmo”.

O marido de Marcella Fogaça aproveitou a deixa para criticar duramente os negacionistas, que relutam em entender o estado crítico da saúde atualmente, que já vitimou quase 530 mil pessoas só com o vírus:

E eu ainda fico perplexo com a ignorância de alguns. Indo contra a ciência. Indo contra fatos e escolhendo a verdade que se adapta melhor no seu conforto e/ou limitações (não necessariamente nessa ordem). ‘As pessoas precisam voltar a ter vergonha de serem burras’. Essa frase tenho lido em vários lugares e com razão”.

Por fim, Joaquim Lopes usou hashtags enaltecendo o SUS e incentivando a vacinação entre os brasileiros, e esclarecendo porque esse desabafo acabou tomando um rumo meio tenso:

Não é (ou não seria) pra ser um post triste. Porque nesse momento da minha vida tudo que eu mais quero é viver. Pra mim, pra minha mulher, minhas filhas… Meu Deus, minhas filhas! A vida ficou infinitamente mais bonita com vcs aqui. Era e é pra ser um post de alegria e alívio. Mas quando se tem algo a dizer, o silêncio é uma mentira”.

Confira:

Matheus Henrique Menezes
Oficialmente redator desde 2017. Experiências como editor e social media. Já escrevi sobre famosos, TV, novelas, música, reality show, política e pauta LGBTI+. Vídeos complementares no YouTube, no canal Benzatheus.
Veja mais ›