Jogadores do Sport tomam atitude especial após polêmica com Gil do Vigor

Gil do Vigor
Gil do Vigor é homenageado por jogadores do Sport durante partida (Imagem: Divulgação/ Sport)

O ex-BBB Gil do Vigor foi alvo de homofobia na última semana por parte de dois conselheiros do clube. Porém, nos dias seguintes, ele foi recebido com muito amor e homenagens. Neste domingo (16), jogadores do time surpreenderam com atitude.

Num dos momentos da partida de ontem, os jogadores celebraram o gol de Everaldo com a coreografia “tchacki tchaki”. A dança foi criada pelo economista e foi muito vista durante o BBB 2021. Foi justamente ela que causou polêmica na última semana.

Além disso, os jogadores do Leão entraram em campo, para disputar o primeiro jogo da final do Campeonato Pernambucano, usando camisas do uniforme do time com a expressão “do Vigor” ao lado de cada nome dos atletas e abrindo uma faixa com a mensagem “#NãoÀHomofobia”.

Durante a partida na Arena de Pernambuco, o capitão e lateral-direito Patric usou uma braçadeira nas cores da bandeira LGBTQIA+, sigla que faz referência a lésbicas, gays, bissexuais, transexuais, queer, intersexo, assexual, entre outros grupos e variações de sexualidade e gênero.

A polêmica teve início quando o comentário do membro do conselho do time, Flávio Koury, foi divulgado, inicialmente, pelo do Blog do Jamildo, mas foi confirmado pelo GE com os envolvidos. Em um dos áudios vazados, o conselheiro faz críticas à dança do participante.

Segundo o site, os áudios e mensagens foram enviados em um grupo a parte, fora do ambiente oficial do clube, com a presença de conselheiros e torcedores.

“Se ele tivesse feito essa dancinha na casa dele ou no bordel, ou onde ele quisesse, eu não estava nem aí. Mas foi dentro da Ilha do Retiro, né rapaz. Isso é uma desmoralização. Isso é ausência de vergonha na cara. É isso que a gente está vivendo. Esses tempos novos, é isso. Não tem mais respeito. Filho não respeita pai, pai não respeita filho, não respeita irmão. Não tem amigo. É a depravação”, diz o conselheiro.

Já num outro áudio da conversa, ele responde às críticas do conselheiro Romero Albuquerque, que classificou a fala do integrante como homofóbica na conversa.

“O que eu disse é que eu não gosto é de putaria e não gosto mesmo não. Vocês tratem de não querer botar palavra na minha boca. Não admito isso”, dispara Flávio Koury.

Luiz Fábio AlmeidaLuiz Fábio Almeida
Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e responsável pela coluna "Do Fundo do Baú", publicada às quintas-feiras no RD1, com conteúdos marcantes da história da TV brasileira. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser através do email [email protected]
Veja mais ›