Juliana Knust faz desabafo sobre pressão estética e autoestima

Juliana Knust
Juliana Knust lembrou época em que teve depressão (Imagem: Reprodução / Instagram)

Intérprete de Marilyn Monroe no espetáculo Parabéns, Sr. Presidente In Concert, Juliana Knust fez uma reflexão sobre pressão estética. Dando vida à musa maior de Hollywood, a atriz falou também sobre a sensualidade, algo tão marcante durante a vida de Marilyn.

Eu acho que sensualidade tem muito a ver com atitude, com saber se valorizar e se posicionar, com autoconfiança… Vamos ganhando isso com a maturidade, né? Não acho legal fazer esforço pra ser sensual ou tentar seguir um padrão de sensualidade que não condiz com a sua natureza. Além de não achar bacana é muito perigoso pra saúde mental”, disse a artista em conversa com a revista Quem.

Comecei a trabalhar na TV muito nova. Já sofri pressões de todos os tipos. Já fiquei doente quando a cobrança deixou de ser dos outros e passou a ser uma auto cobrança. Acreditei nessa loucura de que eu poderia sempre ser melhor do que eu estava naquele momento“, contou.

“Tomei reguladores de apetite e fiz dietas mirabolantes. A pressão estética gera uma ansiedade incontrolável e baixa da autoestima. É preciso ter cuidado. É preciso ficar muito atento aos sinais de que as coisas estão saindo do seu controle. A sociedade está adoecendo”, completou.

Knust, assim como Marilyn Monroe, também enfrentou a depressão. A famosa, que passou pela situação em 2007, desabafou: “Foi um momento delicado, mas tive muito apoio da minha família e tratamento médico adequado pra que saísse daquele quadro. Havia um desequilíbrio químico mesmo”.

“Minhas taxas de serotonina, neurotransmissores responsáveis pela sensação de bem-estar, estavam extremamente baixas. A medicação correta foi essencial para sair do quadro depressivo. E é importante falar que mudei bastante o meu estilo de vida depois disso, desde a alimentação à inclusão de prática de atividades físicas e autoconhecimento. Também tomo uma dose de sol diariamente”, explicou.

Na entrevista, Juliana Knust ainda falou sobre a volta aos palcos depois de tanto tempo de confinamento por causa da pandemia: “A cultura está voltando aos pouquinhos, seguindo todos os protocolos de segurança. Subir ao palco depois deste tempo foi uma libertação, uma emoção muito diferente”.

“Teve a sensação de frio na barriga de estreia, mas com algo a mais, como se estivesse renascendo depois de um momento de tantas dúvidas e incertezas. É libertador conseguir fazer sua arte e colocar para fora nossos sentimentos que estavam guardados. Foi lindo e está sendo lindo. Sem contar que é um espetáculo muito gostoso de fazer, digo que é uma joia rara. Estou muito feliz de estar neste projeto e quero levá-lo para muitas pessoas“, declarou.

MAIS LIDAS

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›