Justiça define processo da mãe de Gabriel Medina contra a nora

Simone
Mãe de Gabriel Medina, Simone entrou com uma ação contra Bruna Bordini, esposa do filho Felipe Medina (Imagem: Reprodução – Instagram / Montagem – RD1)

A mãe de Gabriel Medina, Simone, teve uma derrota na Justiça. Ela, que movia um processo de danos morais contra a nora Bruna Bordini, esposa de Felipe Medina, teve seu pedido julgado como improcedente.

Segundo informações de Leo Dias, do Metrópoles, o juiz entendeu que a situação não passou de um conflito familiar e que, neste caso, não tem a ver com o poder judiciário:

“Pela análise das provas produzidas, evidencia-se que não houve lesão aos direitos da personalidade da autora, uma vez que não foram proferidas ofensas em seu desfavor pela requerida, sendo que sequer o nome da autora fora mencionado, circunscrevendo-se a sua fala em típica manifestação do pensamento livre em sociedade democrática, inexistindo danos morais capazes de ensejar uma condenação, não tendo, o descontentamento manifestado pela requerida na rede social, ultrapassado os parâmetros da razoabilidade”.

Simone pedia no processo, além de uma indenização de R$ 100 mil, que Bruna se retratasse publicamente, através de suas redes sociais, explicando que não foi expulsa da casa em que morava. A matriarca dos Medina ainda queria que a nora afirmasse que a publicação feita anteriormente sobre o caso era mentira, o que também foi negado pelo juiz:

“De igual modo, no que tange ao pedido de retratação, uma vez que as publicações já foram excluídas e datam de meses atrás, é certo que eventual retratação só reavivaria e daria maior, tardia e inoportuna publicidade às postagens debatidas nesta ação, razões pelas quais também deixo de acolher tal pedido”.

De acordo com a publicação, foi, então, homologado o pagamento dos honorários dos advogados de defesa de Bruna, fixados no valor de R$ 2 mil. Para quem não sabe, em abril, durante o estopim da briga entre Gabriel e os pais, Bruna usou seu Instagram para contar que tinha sido expulsa com o esposo e a filha, Analua, de 2 anos, da casa em que morava com os sogros em Maresias, litoral de São Paulo.

“O jeito que saímos daqui nos doeu muito, ficamos sem casa, sem carro“, relatou a influencer, que após a expulsão foi morar em São José dos Campos, interior de São Paulo. “Preferimos mudar de cidade para ter uma vida nova, com mais paz, pelo bem de nossa saúde mental e, principalmente, da nossa filha, para ela crescer longe de tormentos“, explicou a moça.

Na ocasião, sem citar nomes, a loira contou que foi mandada embora porque ela não quis aceitar um trabalho de carteira assinada: “Isso foi inadmissível e gerou a expulsão. Fui taxada de folgada, que não queria trabalhar. Hoje trabalho em casa, do celular e ainda consigo cuidar da minha filha“.

Espero que vocês reflitam todo o mal que estão fazendo e se escondendo atrás de uma farsa, de uma personagem do bem. O tempo nunca mais vai voltar e a confiança não será a mesma“, disparou a cunhada de Gabriel Medina.

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›