Luiza Brunet questiona aumento de seguidores do DJ Ivis e desabafa na Globo

Luiza Brunet
Luiza Brunet comenta agressão de DJ Ivis contra esposa (Imagem: Reprodução / Globo)

Luiza Brunet deu sua opinião sobre o caso DJ Ivis e lamentou que o cantor acusado de agressão contra a esposa tenha conquistado uma legião de novos fãs. O desabafo da modelo e atriz foi ao ar no É De Casa, da Globo, neste sábado (17).

Em 2016, a famosa foi agredida pelo empresário Lirio Parisotto. Ela foi convidada para o matinal da Globo pelo seu enfrentamento à violência contra a mulher. “Eu não acompanhei muito o caso porque me dá muita raiva de ver que isso acontece”, começou.

“Me dá muita raiva de ver a forma como ele se portou tentando desqualificar ela e tentando se explicar de uma coisa inexplicável, porque existiam imagens que condenavam ele”, salientou.

“A sociedade passou a segui-lo nas suas redes sociais. Por curiosidade evidentemente, mas muitos caras acharam ele ‘fodástico'”, reclamou Brunet. Desde a denúncia feita por Pamella Holanda, DJ Ivis ganhou mais de 200 mil seguidores no Instagram. “Então, esse tipo de atitude a gente precisa rever”, considerou.

Luiza Brunet destacou que “a violência contra a mulher fere a sociedade” e Manoel Soares, apresentador do programa, recordou uma situação familiar. “Eu não consigo nem lembrar do rosto do meu pai, mas eu me lembro das violências que ele fez na minha casa”, afirmou.

O caso

DJ Ivis foi preso na última quarta-feira (14) em Fortaleza, no Ceará, após Pamella Holanda ter denunciado o músico por violência doméstica. Ela gravou vídeos do famoso dando socos e chutes na frente da filha recém-nascida.

A vítima relatou que foi agredida por DJ Ivis pela primeira vez quando estava grávida da filha, Mel, hoje com nove meses.

“A primeira vez que ele me bateu foi quando eu estava grávida. Ele é extremamente explosivo e agressivo. É um cara que não tem paciência com nada e explode com tudo. Ele não é nada do mostra e aparenta nos stories dele todo alegre. Ele é assim com todo mundo, e todos sabem”, garantiu em áudio enviado ao jornalista Leo Dias, do portal Metrópoles.

“Me batia dentro de casa, me deixava sem dinheiro, cartão e comida. Barrava até a farmácia na portaria“, acrescentou. “Eu sempre pegava ele em conversa com outras mulheres, até dentro do banheiro em chamada de vídeo”, revelou.

Paulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email [email protected].
Veja mais ›