Luiza Brunet revela que ainda tem medo do ex que a agrediu

Luiza Brunet
Luiza Brunet revelou que sofreu agressões do ex Lírio Parisotto há cinco anos e ainda tem medo dele (Imagem: Reprodução / Instagram)

Luiza Brunet não esquece os dias difíceis que viveu ao ser agredida pelo ex-companheiro, Lírio Parisotto. Em entrevista ao Extra, a modelo confessou que ainda tem medo do seu agressor:

“Agressão é um processo que as mulheres movem e o agressor jamais vai admitir, sempre vai se sentir injustiçado. Isso deixa as vítimas vulneráveis. Tenho e nunca deixarei de ter medo, ainda mais de um homem na posição dele, que tem dinheiro e poder”.

Luiza passou a viajar dando palestras sobre violência contra a mulher, ajudando outras vítimas e revelou que, durante este processo, tem aprendido a lidar com as emoções e inspirado outras mulheres:

“Estava dando uma palestra na fronteira do Brasil com a Venezuela (no dia da entrevista, na última terça-feira, dia 24) e fiquei feliz de ver várias mulheres, mesmo numa região tão simples, tendo coragem de dividir relatos fortes. Nunca cicatriza uma ferida de qualquer agressão. Elas abrem e se fecham dependendo do nosso estado emocional. E eu procuro não esquecer”.

Eu passei por um sofrimento e tive a oportunidade de transformar tudo isso em uma pauta positiva. Me emociono quando falo, mas aprendi com o tempo a controlar até para estar forte para inspirar as outras mulheres“, completou.

Estrela do clipe 180, de Alok e dos MCs Hariel, Marks, Dricka, Davi, Leozinho ZS e DJ Victor, a modelo falou sobre a participação no projeto, que tem como objetivo divulgar as formas de como uma mulher pode pedir socorro.

No clipe, vivo uma mulher de classe média alta que sofre violência doméstica. Ela se empodera e faz a denúncia. É a minha história. E também de muitas mulheres. Quando fui gravar as minhas cenas, o ator que interpreta o meu marido, ficou todo preocupado, justamente pelo que vivi. Mas disse: ‘Não se preocupe, estamos representando, o sentimento aqui é outro’. Só que foi punk. Veio mesmo a lembrança muito nítida do que sofri“, revelou.

Por fim, a modelo contou que apesar do trauma que viveu em seu relacionamento anterior, inclusive, já se reabriu para o amor, mas não conheceu nenhum pretendente por enquanto:

“Não estou namorando, mas meu coração está abertíssimo. O problema é que o nicho de homens que tenho interesse vai se afunilando. Gosto de mais velhos, diferenciados… Depois dessa experiência que tive, e que achei que seria meu último, não foi. Errei, zero pra mim (risos). Busco algo que seja agregador. Não tenho problema em ficar sozinha, gosto da minha companhia, me satisfaço. Só que obviamente é bom estar apaixonada e ao lado de quem nos faz bem”.

MAIS LIDAS

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›