Maria Beltrão revela o que mudou na GloboNews após a chegada da CNN Brasil

GloboNews
Maria Beltrão comentou também sobre o Estúdio I (Imagem: Reprodução / GloboNews)

Maria Beltrão faz sucesso à frente do Estúdio I, da GloboNews, e é considerado um dos grandes nomes do canal de notícias. Em entrevista, a famosa falou sobre a chegada da CNN Brasil e também a respeito do início da sua atração.

“Lá por 2005-2006, uma pesquisa de imagem da Globo News revelou que o público do canal o achava muito sisudo, distante do espectador e um pouco arrogante. Aí a direção começou a apostar numa certa descontração e num estilo de apresentação mais espontâneo e desinibido”, iniciou a apresentadora em entrevista ao 29 Horas.

A jornalista seguiu: “Eu já havia proposto anteriormente a criação de uma revista eletrônica, mas a ideia nunca vingou. Depois dessa pesquisa, começaram a formatar o “Estúdio i” e, desde o começo, ficou definido que eu seria a apresentadora. O nome vem de interatividade e informalidade”.

“Aos poucos, essa fórmula foi mudando e o programa se tornou mais ‘hard’, com comentaristas falando das notícias mais relevantes do dia, de economia e de política. Acho que essa mudança acompanhou a evolução do telespectador, que se acostumou a assistir ao vivo sessões do Supremo, coletivas de ministros, pronunciamentos de autoridades nacionais e mundiais“, disse.

Maria Beltrão ainda definiu a atração da GloboNews: “Nossa proposta é levar um pouco de leveza aos espectadores, mesmo quando discutimos assuntos tristes e espinhosos”.

Questionada sobre a concorrência do já veterano canal do Grupo Globo com a CNN Brasil, que foi lançada no ano passado, a jornalista garantiu: “Eu acho que concorrência é saudável, é sempre bom. Dá uma injeção de criatividade, dá vontade de caprichar mais”.

“E fica melhor para o telespectador, que pode perceber com mais clareza o nosso jeito diferente de fazer o nosso trabalho. Nós somos um canal de notícias brasileiro, e agora isso ficou ainda mais evidente. Trabalhamos do jeito que a nossa audiência prefere, não da maneira que o público de outro país consagrou”, declarou.

MAIS LIDAS

Luiz Fábio Almeida
Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e colunista do RD1. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser encontrado através do email [email protected]
Veja mais ›