Mario Frias e ministro do Turismo brigam em reunião com Bolsonaro

Mario Frias
Mario Frias e ministro brigaram na frente de Bolsonaro (Imagem: Reprodução / Agência Brasil)

O clima ficou estranho entre o secretário da Cultura, Mario Frias, e o ministro do Turismo, Gilson Machado. Os dois protagonizaram uma briga em plena reunião com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no último dia 15 de setembro.

A informação foi divulgada pela coluna da Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo, que ouviu de fontes que a discussão teria sido motivada por divergências na condução da pasta. A secretaria de Frias, cabe lembrar, é subordinada ao ministério controlado por Gilson Machado.

A publicação relatou que os dois teriam sido chamados por Bolsonaro para conversar sobre o Ministério do Turismo e o setor cultural.

Na reunião, porém, o secretário pleiteou por mais autonomia para sua secretaria, algo que foi rejeitado por Gilson Machado. Um bate-boca começou entre os dois e Mario Frias precisou acatar a decisão do ministro de manter a subordinação da secretaria ao Ministério.

Na última semana, o ator mostrou mais uma vez que é contra o “passaporte da vacina”. O secretário de Cultura salientou em seu Twitter que não permitirá a adoção desses “passaportes” em espaços culturais vinculados à União.

A ideia do documento, que já tem sido utilizado em vários países e até cidades brasileiras, é fazer com que as pessoas sejam obrigadas a comprovar que foram vacinadas contra a Covid-19 para que pudessem frequentar lugares como museus, bares, restaurantes e outros estabelecimentos.

“Nenhum prefeito irá decidir o que os órgãos vinculados a mim [Secretaria Especial da Cultura] irão ou não fazer. Não aceitarei fazer parte do teatrinho autoritário sanitarista. Nas entidades vinculadas da Cultura, não iremos adotar o abominável passaporte de vacinação, ponto final”, escreveu o secretário do Governo Bolsonaro nas redes sociais.

Ele também usou o seu Twitter para rebater uma declaração de Ingrid Guimarães, que criticou uma decisão do Executivo. “4 milhões e 600 pra Casinha Games? Ué… não era a gente que mamava na teta do Governo, moço?? Fiquei confusa agora…”, escreveu a famosa, fazendo referência à notícia de que o Ministério do Turismo autorizou a alocação de R$ 4,63 milhões do Fundo Nacional da Cultura ao projeto da Secretaria da Cultura.

Na mesma rede social, Mario rebateu: “Moça, você achou mesmo que eu iria dar dinheiro para artista rico ficar de pernas para o ar, ao invés de investir em curso profissionalizante para crianças de baixa renda? Clareou?!”.

MAIS LIDAS

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›