Mirela Janis dá indícios de reconciliação com Yugnir em atitude polêmica

Mirela Janis e Yugnir
Mirela Janis dá indícios de reconciliação com Yugnir em atitude polêmica (Imagem: Reprodução / Instagram)

Mirela Janis tinha uma relação razoavelmente longa com Yugnir Ângelo e, depois de algumas idas e vindas, aceitaram entrar no Power Couple Brasil. O romance foi ao fim depois do reality show da Record, a ruiva disse que não tinha mais volta, mas indícios apontam que há chances de uma nova reconciliação.

Viralizou nas redes sociais um vídeo em que a cantora aparece num culto evangélico, rodeada de outras pessoas, e uma religiosa a orienta — sem citar nomes — a exercitar o perdão.

A pastora gritava na direção de Mirela, deixando a famosa emocionada: “Era pra falar comigo porque eu preciso de uma resposta. Eu preciso saber o que eu faço da minha vida. Meu Deus manda te dizer. Leva a resposta! Perdoa”.

Numa página em que o vídeo foi compartilhado, internautas criticaram a ex-MTV, como um que escreveu o seguinte: “Perdoar não é voltar não, minha gente”. Teve quem não levasse muita fé na mulher que berrava: “Nessa voz aí? Eu teria era medo”.

Uma terceira pessoa se alongou ainda mais ao discutir o tema polêmico: “Com certeza a mágoa tá fazendo mal a ela e não é isso que Deus quer, não é cheia de rancor que Deus quer que ela viva. Então o perdão não é voltar e sim literalmente apenas perdoar pra que o coração dela tenha paz. Não interpretem errado o que Deus diz”.

Mirela Janis, anteriormente, foi categórica ao dizer que não queria reatar o noivado com Yugnir, em vídeos nos Stories do Instagram: “Da outra vez, eu vim aqui [no Instagram], chorei, voltei, quis dar uma nova chance, só que já deu. Não era recíproco. Bom, nunca vou entender, porque não faz parte de mim enganar, mentir e ser duas pessoas. Não é o que eu sou”.

Confira:

Matheus Henrique Menezes
Oficialmente redator desde 2017. Experiências como editor e social media. Já escrevi sobre famosos, TV, novelas, música, reality show, política e pauta LGBTI+. Vídeos complementares no YouTube, no canal Benzatheus.
Veja mais ›