Na contramão do BBB, relembre fracassos de Boninho na Globo

Boninho
Nem todos os projetos de Boninho agradaram a audiência (Imagem: Reprodução / Globo)

Nem só de Big Brother Brasil e The Voice é feita a trajetória de Boninho na Globo. O todo-poderoso da emissora também esteve à frente de projetos que sofreram rejeição do público e / ou tiveram vida curta na emissora.

Atualmente, vale lembrar, o reality Mestre do Sabor detém o título de pior audiência entre todos os programas exibidos após a novela das 21h. A atração também empacou comercialmente. Se a competição culinária vai engrossar essa lista, só o tempo dirá…

Tomara Que Caia (2015)

Heloisa Périssé, Nando Cunha, Dani Valente e Marcelo Serrado no Tomara Que Caia (Imagem: Paulo Belote / Globo)

Alardeado como um formato 100% original, Tomara Que Caia foi uma tentativa da Globo em trazer de volta o humor ao vivo para as noites de domingo. Mas o público rejeitou o programa que desafiava dois times de atores a encenar uma história com “trollagens”.

A mais divertida delas, porém, não foi feita na atração. Uma operadora de TV a cabo, em seu guia de programação, se referiu ao humorístico como Tomara Que Saia Logo do Ar. A respeito das críticas, Boninho, um dos criadores do formato, disse à jornalista Cristina Padiglione: “Eu dou risada”.

Era justamente isso que o público não fazia na maioria dos episódios. O programa permaneceu no ar por 16 semanas, entre julho e novembro de 2015. Diante da repercussão, nunca se cogitou uma segunda temporada.

O Jogo (2003)

Mistura de reality e dramaturgia, O Jogo afugentou o público e fez Globo perder a liderança (Imagem: Divulgação / Globo)

Dirigido por Boninho, O Jogo misturava reality show e dramaturgia. Os doze participantes entraram no programa com a missão de desvendar um crime fictício. Eles recebiam uma lista de tarefas e, ao final de cada episódio, deveriam indicar qual dos suspeitos era inocente.

O roteiro ficava restrito aos atores que encenavam os personagens. Na parte de reality, comandada por Zeca Camargo, não havia qualquer script.

Exibido às terças, o formato não agradou. Frequentemente, a Globo perdia a liderança para os filmes do Cine Espetacular, do SBT. Para tentar fisgar o telespectador, o programa tornou-se mais interativo com o decorrer dos episódios.

Mesmo com as mudanças, O Jogo foi o vencedor da categoria Fiasco do Ano, do Troféu Santa Clara. Nessa premiação às avessas, são eleitos os piores da TV. Foram dez episódios, entre maio e julho de 2003.

Jogo Duro (2009)

Em 2009, Paulo Vilhena comandou Jogo Duro, reality que revoltou defensores de animais (Imagem: Eduardo Naddar / Globo)

Comandado por Paulinho Vilhena, Jogo Duro era um reality que se passava em um galpão abandonado, construído nos Estúdios Globo. A cada semana, os participantes se enfrentavam em provas eliminatórias na disputa pelo prêmio.

Já na estreia, o programa causou polêmica ao exibir uma prova na qual os participantes foram colocados em uma cela com sapos. Defensores dos animais alegaram que eles poderiam ser pisoteados.

Apesar da boa audiência na estreia, Jogo Duro foi perdendo fôlego. Nas semanas seguintes, o programa dirigido por Boninho passou a perder para A Fazenda, da Record. Exibido na concorrida faixa após o Fantástico, a atração permaneceu no ar por apenas oito semanas, em 2009.

Boninho e o Vídeo Show (algumas fases)

Fernanda Keulla , Sophia Abraão e Vivian Amorim comandaram o Vídeo Show perto do fim (Imagem: Raquel Cunha / Globo)

É bem verdade que, ao longo dos quase 36 anos em que esteve no ar, o Vídeo Show nem sempre foi dirigido por Boninho. Mas o todo-poderoso esteve à frente da atração em alguns de seus momentos mais críticos, quando A Hora da Venenosa deixou de ser uma ameaça para se tornar, de fato, uma pedra no sapato.

Basicamente, sempre que era pressionado por melhores resultados, ele centrava sua estratégia na troca de apresentadores. E o problema se acentuou depois que Mônica Iozzi decidiu desfazer a bem-sucedida dupla com Otaviano Costa.

Maíra Charken, a escolhida para substituta, sofreu rejeição. Com um problema nas mãos, Boninho convidou Susana Vieira para apresentar o programa semanalmente.

Outros atores comandaram o programa ocasionalmente, incluindo Miguel Falabella, que marcou época na atração. Já agonizando, o Vídeo Show foi entregue às ex-BBBs Vivian Amorim, Fernanda Keulla e Ana Clara Lima, numa tentativa de rejuvenescer a audiência. Junto com elas, estava a atriz Sophia Abraão.

Valeu até resgatar o Vídeo Game, quadro de Angélica, por três semanas. Nada deu certo. Boninho, então, perdeu o comando da atração para Mariano Boni. Poucos meses depois, o manda-chuva decretou a extinção do programa.

CONTINUE LENDO →
Piero Vergílio é jornalista profissional desde 2006. Já trabalhou em revistas de entretenimento no interior de SP e teve passagens pelo próprio RD1. Em tempos de redes sociais, criou um perfil (@jornalistavetv) para comentar TV pelo Twitter e interagir com outros fãs do veículo. Agora, volta ao RD1 com a missão de publicar novidades sobre a programação sem o limite de 280 caracteres.
ALERTAS GRATUITOS