Na pandemia, Record recebe verba surpresa de mais de R$ 3 bilhões

Record
Edir Macedo é dono da Record e do banco Digimais; canal paulista fatura bilhões (Imagem: Reprodução / SBT)

As emissoras de TV sofreram horrores no ano passado por causa da pandemia da Covid-19. O faturamento caiu e os prejuízos aumentaram consideravelmente. Muito bem, com a Record foi diferente. No balanço da empresa brasileira, o patrimônio líquido saiu de R$ 1,826 bilhão em 2019 para R$ 5,050 bilhões.

Segundo os dados publicados no Diário Oficial do Estado de São Paulo e obtidos pelo Notícias da TV, a Record deu um pulo extraordinário de R$ 3,2 bilhões. O milagre veio mesmo com as receitas brutas consolidadas com publicidade terem despencado de R$ 2,214 bilhões em 2019 para 2,077 bilhões em 2020.

A explicação para os R$ 3,2 bilhões foi dada pela emissora e informada como “operações de intermediação financeira”. Isso acontece quando uma empresa empresta dinheiro para outra e, ao longo dos anos, se tornou algo habitual entre empresas do mesmo grupo.

Uma operação, de R$ 1,051 bilhão, foi lançada como passivo circulante, as dívidas de curto prazo. A outra, de R$ 1,892 bilhão, como passivo não circulante, as dívidas de longo prazo.

O banco

O bispo Edir Macedo, dono da Record e líder da Igreja Universal do Reino de Deus, é um dos donos do banco Digimais, o antigo banco Renner. Ainda de acordo com a reportagem, em 2013, ele adquiriu 49% das ações da instituição bancária como “sócio estrangeiro”, por possuir uma residência no exterior.

A B.A Empreendimentos e Participações Ltda comprou as ações. A empresa é a mesma que controla a Rádio e Televisão Record S.A. Em julho de 2020, após o sinal verde do Banco Central, Edir Macedo comprou o restante do banco e anexou a instituição à sua Holding.

Os R$ 3,2 bilhões, mais precisamente R$ 3.126.404.000, foram captados pelo Digimais em março de 2021, o mesmo número no balanço da TV paulista.

O Banco Central, por sua vez, mostrou que o Digimais fez R$ 1,57 bilhão em aplicações interfinanceiras de liquidez e mais R$ 1,69 bilhão em operações de crédito líquidas de provisão, ambas somando R$ 3,2 bilhões.

MAIS LIDAS

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›