Nova CEO da CNN Brasil ressalta posicionamento político no canal após assumir cargo

CNN Brasil
Renata Afonso é a nova CEO da CNN Brasil após saída de Douglas Tavolaro (Imagem: Divulgação / CNN Brasil)

A chegada da nova CEO da CNN Brasil, Renata Afonso, causou muitas expectativas dentro e fora do canal de notícias. Assumindo formalmente o cargo no último dia 17, em substituição a Douglas Tavolaro, que foi o criador e primeiro presidente da emissora, se esperava que ela já começasse enxugando os custos, fazendo grandes reformulações, entre outras coisas.

Em entrevista ao colunista Maurício Stycer, do UOL, a jornalista deu detalhes dessa nova fase da empresa, bem como destacou qual será a linha editorial da CNN.

Ao falar sobre suas primeiras impressões nas últimas semanas, Renata destacou que aproveitou o período para conhecer a equipe: “Eu diria que minha primeira impressão é superpositiva. É uma equipe supertalentosa, uma estrutura incrível. Estou falando da parte interna porque a programação eu já conhecia por ser consumidora assídua do canal. Já mexi em algumas coisas pequenas, de distribuição, de segurança. Ainda estamos numa pandemia. Temos que redobrar a segurança das pessoas que são obrigadas a vir trabalhar – não dá para todo mundo fazer jornal de casa. Uma vez que as pessoas têm que vir trabalhar, eles precisam de um ambiente seguro“, pontuou.

Justamente pensando na segurança dos profissionais, ela ampliou o número de pessoas trabalhando em home office e redistribuiu quem está trabalhando na redação.

Uma das deficiências encontradas pela diretora foi a falta de melhor aproveitamento dos fins de semana no canal: “Temos um fim de semana ainda muito tímido na CNN. Quero reforçar com soft news. Vamos ter três contratações para esta grade de soft news do final de semana“, contou.

Entre as novidades, Afonso listou algumas: “Vamos ter programas de entrevista, de comportamento, vai ser um pot-pourri grande. Espero que logo eu consiga dar alguns nomes, mas vão ser apenas um aperitivo do que a gente vai fazer“.

Uma das questões abordadas na entrevista foi a linha editorial da CNN Brasil, já que o dono, Rubens Menin, tem uma certa aproximação com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Em abril, por exemplo, ele esteve em um jantar com o político e afirmou que “foi uma conversa boa”. Sobre isso, Renata foi incisiva:

“Nós temos total liberdade editorial no canal. O Rubens é o dono da CNN Brasil, mas não tem influência sobre o editorial da CNN. É um homem admirável, de sucesso, a opinião dele obviamente tem que ser ouvida, como a de outros empresários, que se destacam nos seus ramos, mas não obrigatoriamente isso vai ser refletido na linha editorial da CNN. Muita gente quer saber para onde vai a CNN. É incrível como as pessoas têm essa expectativa, o que não deveria ocorrer, porque a gente faz jornalismo e é imparcial. Está todo mundo esperando: ‘A CNN vai cair pra que lado?’ Eu sinto decepcioná-los: a CNN não vai cair para lado nenhum. Nem para o lado do governo, nem para a oposição”.

AvatarDa Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›