Novelas tiveram aumento na audiência durante pandemia de Covid-19

Novelas
Adriana Esteves (Thelma), Regina Casé (Lurdes) e Taís Araújo (Vitória) em Amor de Mãe; com pandemia, houve um aumento no número de consumidores de novelas (Imagem: João Cotta / Globo)

A pandemia do novo coronavírus mostrou que as novelas acabam sendo a alternativa dos brasileiros para se distraírem. Mesmo com ausência de tramas inéditas, as reprises fizeram sucesso nas telinhas.

A segunda fase de Amor de Mãe, por exemplo, teve audiência maior que A Força do Querer (2017). Já Fina Estampa (2011) registrou números melhores que a primeira temporada da trama de Manuela Dias.

O comportamento de audiência das novelas da TV Globo, antes e durante a pandemia, não foge muito de um patamar médio. Naturalmente, teremos sempre uma ou outra obra que registra mais audiência. E, como sabemos, os motivos são variados. A reestreia de ‘Amor de Mãe’ está sendo um sucesso“, afirmou a Central Globo de Comunicação à colunista Carla Bittencourt.

Segundo a autora Manuela Dias, as novelas são uma importante ferramenta social. “Desde sempre ouço sobre a morte do teatro, depois da TV e das novelas. Mas os formatos sobrevivem encontrando seu público. São 40 milhões de pessoas assistindo novela todo dia. É um gênero muito forte no Brasil“, pontuou.

Durante o isolamento social, o Globoplay também teve crescimento inesperado no número de assinaturas. O quantitativo de assinantes mais que dobrou em 2020. De acordo com a empresa, somente no primeiro semestre, a plataforma teve aumento de 145% no número de assinantes, em comparação com o mesmo período de 2019.

Entre janeiro e dezembro de 2020, houve um aumento de 142% na transmissão de novelas, também em comparação com o ano anterior.

“Acompanhar as novelas já é um hábito consolidado dos brasileiros. Reprises não são necessariamente uma novidade. Temos aí o ‘Vale a Pena Ver de Novo’, que há mais de 4 décadas vem colecionando sucessos na TV aberta. Temos o Viva que só exibe reprises e é o canal mais visto da TV fechada. Temos também o projeto de resgate das novelas clássicas no Globoplay muito bem sucedido. Isso comprova a relevância do conteúdo e a capacidade que as obras têm de dialogar com a sociedade provocando engajamento, independentemente da plataforma e horários de exibição”, ressaltou a Central da emissora carioca, que tem ciência de que o período com as pessoas em casa colaborou com o crescimento:

Considerando os horários das seis, sete e nove, as novelas tiveram um excelente comportamento, e foi muito importante poder contar com nosso acervo pra poder lançar mão de obras adequadas aos públicos e ao momento que estamos vivendo. As novelas voltaram a pautar conversas, movimentaram as redes e levaram entretenimento ao brasileiro nesse momento difícil. Acreditamos, queremos e estamos voltando a produzir conteúdos originais. O público quer consumir novidade e estamos, com todo cuidado e segurança, entregando novas histórias“.

AvatarDa Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›