Ricardo Boechat
Vídeo mostra queda de helicóptero que estava Ricardo Boechat (Imagem: Reprodução / Band)

A Polícia Civil de São Paulo recebeu as imagens da concessionária CCR, que controla a Rodovia Anhanguera, e começou a analisar o acidente que levou à morte de Ricardo Boechat, nesta segunda-feira (11).

O helicóptero em que estava o jornalista da Band fez um pouso forçado e bateu de frente com um caminhão que havia acabado de sair do pedágio de saída do Rodoanel para a rodovia que liga a capital paulista ao interior do Estado. O vídeo foi divulgado na edição desta terça-feira (12) do “Jornal Hoje”.

O delegado da 46ª Delegacia de Polícia (Perus), Luís Roberto Hellmeister, que conduziu as investigações desde as primeiras horas do acidente, afirmou que as imagens foram enviadas nesta terça-feira (12). Ele também recebeu um ofício com a descrição do conteúdo de um advogado da CCR.

A aeronave em que estava Boechat fez manobras ainda no ar até que o piloto, Ronaldo Quattrucci, encontrou o espaço para o pouso forçado. “Se não houvesse um caminhão ali, talvez fosse possível ter feito um pouso forçado”, declarou Hellmeister.

“A imagem mostra o helicóptero taxiando, perdendo altitude, balançando, e descendo entre os viadutos. A cena não mostra, mas os esquis da aeronave pegam na parte superior do caminhão e ocorre a colisão, que depois fez o aparelho pegar fogo e matar o jornalista e o piloto. Foi uma fatalidade”, afirmou o delegado ao G1.

Assista:

🔵Boletim RD1 💥 Notícias dos Famosos

COMENTÁRIOS - Interaja Você Também! ⬇

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Esta opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!