Produção do Programa do Ratinho tem voz alterada e clima tenso após reunião

Programa do Ratinho
Programa do Ratinho vive situação tensa nos bastidores (Imagem: Reprodução / SBT)

A crise de audiência enfrentada pelo Programa do Ratinho afetou drasticamente a produção do SBT. Uma reunião provocou ânimos alterados, vozes além do tom civilizado e até uma conversa olho no olho com Fernando Pelegio, diretor artístico da emissora.

De acordo com as informações do jornalista Flávio Ricco, do R7, um membro da equipe do programa de Carlos Massa foi além e alterou a voz. A atitude provocou choro e reclamações que chegaram ao conhecimento de integrantes da alta cúpula da empresa.

O clima ficou tenso e todos foram chamados para uma conversa séria. A situação veio à tona em meio aos números baixos do programa na audiência da Grande São Paulo e em várias outras praças do país.

O Programa do Ratinho perdeu relevância na casa dos telespectadores desde o momento que o apresentador promoveu discursos pró-governo. Amigo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o apresentador já fez entrevistas chapa-branca com o político em prol da reeleição.

Nesta semana, a atração popular foi mal na audiência. Na segunda-feira, Ratinho consolidou 5,6 pontos de média. Na terça-feira, o número caiu para 5,0 pontos. Na última quarta-feira, o pior índice da semana até aqui: 3,5 pontos.

Pró-Bolsonaro

No final do mês passado, Ratinho defendeu o voto auditável e confirmou sua presença nos atos antidemocráticos no Sete de Setembro, protestos ligados ao presidente Jair Bolsonaro. “Eu falei que não iria para a rua fazer protesto. Eu não vou para rua fazer protesto, eu quero ir para a rua pedir. Não vou fazer protesto, porque protesto é coisa de louco. No dia 7 de setembro, quero pedir para que o voto seja auditável”, declarou.

“Nós estamos invertendo a ordem das coisas aqui no Brasil. Estamos valorizando os desonestos e deixando de valorizar quem trabalha. E eu não gosto dessa ideia, por isso eu acho que eu tenho que saber em quem eu votei. Não é possível”, prosseguiu.

“Não precisa me dar o recibo, mas coloquem lá na caixa para se precisar contar de novo a gente tem como contar. Eu sou contra aquela caixinha preta sem que ninguém sabe o resultado. Eu sou contra. Eu vou na rua dia 7 de setembro protestar contra o voto não auditável”, completou.

MAIS LIDAS

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›