Redução do Vem Pra Cá é caminho sem volta para a extinção

Vem Pra Cá
Patrícia Abravanel no comando do Vem Pra Cá; atração encolhe após mudança na grade do SBT (Imagem: Divulgação / SBT)

O SBT entra em 2022 de grade “nova”. A rede anunciou, nesta quarta-feira (22), as alterações nos horários e na duração de atrações como Bom Dia & Cia, Vem Pra Cá e Fofocalizando. A “novidade” fica por conta do SBT Notícias, jornal local previsto para às 12h – projeto frustrado em ocasiões anteriores. As peças, como se vê, são as mesmas. Os diretores – ou Silvio Santos, sabe-se lá – não costumam ir além do óbvio.

A coluna apurou que o movimento, desta vez, vai desembocar na extinção de um dos programas. Possivelmente, o Vem Pra Cá. O matutino de Gabriel Cartolano vai entrar às 16h30, entregando para as Novelas da Tarde às 17h. Ou seja: de uma hora e meia de duração, a atração passa a ter apenas 30 minutos. Tempo suficiente para cumprir ações de merchandising. E quando os contratos publicitários expirarem, muito provavelmente, o Vem Pra Cá sai de cena.

Formato que nasceu do interesse de voltar à TV de Ticiana Villas Boas, esposa do empresário (e anunciante de peso) Joesley Batista, o Vem Pra Cá acabou nas mãos de Cartolano e Patricia Abravanel por determinação do “patrão”. A atração, contudo, foi prejudicada pela falta de afinidade da apresentadora com pautas do cotidiano. De acordo com o site TV Pop, foi Patricia a responsável pela mudança que reduziu o programa, do qual ela está de saída.

As donas do jogo

A Band colocou cotas de patrocínio do Brasileirão Feminino à disposição do mercado. O campeonato, que atingiu bons índices para os padrões da casa em 2021, vai de março a setembro, sempre aos sábados. E o canal do esporte promete transmissões só com mulheres: Isabelly Morais na narração, Aline Calandrini e Milene Domingues nos comentários e Yara Fantoni na reportagem.

Novos padrões

A Kantar Ibope Media oficializou ontem a atualização da representatividade do ponto de audiência a partir das novas estimativas populacionais. Na Grande São Paulo, 1 ponto representará 74.666 domicílios e 205.755 indivíduos. Nos 15 Mercados, que compreende os números de 15 regiões metropolitanas do país, 258.821 domicílios e 713.821 indivíduos. A mudança passa a valer em 1° de janeiro.

Gostou do conteúdo? Siga @rd1oficial no Instagram e RD1.com.br no Facebook para acompanhar as últimas notícias dos famosos.

MAIS LIDAS

Duh Secco
Duh Secco é  "telemaníaco" desde criancinha. Em 2014, criou o blog Vivo no Viva, repercutindo novelas e demais atrações do Canal Viva. Foi contratado pela Globosat no ano seguinte. Integra o time do RD1 desde 2016, nas funções de repórter e colunista. Também está nas redes sociais e no YouTube (@DuhSecco), sempre reverenciando a história da TV e comentando as produções atuais.
Veja mais ›