Relembre 11 comentários polêmicos de Dayane Mello em A Fazenda 2021

A Fazenda 2021
Relembre 11 comentários polêmicos de Dayane Mello em A Fazenda 2021 (Imagem: Reprodução / PlayPlus)

Dayane Mello tem uma base de apoiadores muito grande, mas ao mesmo tempo tem colecionado polêmicas em A Fazenda 2021. Faltando menos de 1 mês para o fim do reality show da Record, relembre 11 falas polêmicas da participante ao longo desses 2 meses de confinamento.

Barriga saliente?


Num dia em que os peões receberam um tratamento de SPA, Valentina Francavilla se empolgou ao fazer cachos no cabelo e também aproveitou para experimentar um biquíni novo.

A ex-assistente de palco do Ratinho foi mostrar para Dayane, que não foi nada discreta ao reagir: “Eu gosto! Só essa barriga aí que tá… Um pouco inchadinha, né, amiga?”.

E por falar em gordura…

As duas estavam sozinhas na sala, até que a modelo viu Marina Ferrari fazendo um bolo para os peões e alfinetou a rival: “Ela só faz bolo, essa menina… Ela quer que a gente vire uma baleia assassina”.

Valentina comentou: “Ela oferece pra todo mundo, menos pra gente”. Dayane Mello falou ainda mais coisa: “Melhor assim, não quero comer desse bolo. Tenho que chegar na Itália pra trabalhar. Eu trabalho com meu corpo”.

Marina virou alvo constante


Num dia de festa, a ex-participante do Grande Fratello VIP olhava Marina dançar e detonou a aparência física da confinada: “Eu não consigo ver ela assim… Pra mim ela não é nada sensual! Zero! A mulher menos sensual que eu vi nessa casa. Beleza? Ela nem é tudo aquilo, também. Eu não acho ela bonita”.

Rico Melquiades defendeu a conterrânea: “Eu não acho [isso]. Eu acho ela linda”. Aline Mineiro estava no lado e apoiou o amigo: “Acho um furacão”. O humorista reforçou seu ponto de vista: “Eu também”. Dayane não parou: “Eu não gosto de mulher musculosa. Ela é muito. Ela parece um homem, meu amor”.

Aline chegou a reclamar

A ex-panicat denunciou o que andou ouvindo da ex-amiga: “‘Nossa, seu cabelo tá parecendo um poodle’. Outro dia, estava até você na cama, e ela: ‘Você tem que parar com essa mania de ficar apertando seu cabelo’”.

A peoa contou que logo rechaçou esses comentários constrangedores de Dayane Mello: “Eu falei: ‘Não, essa é a parte que eu mais gosto da minha transição capilar. Sou muito orgulhosa do meu cabelo’. Qual a necessidade disso?”.

Cabelo é assunto recorrente

Enquanto se arrumavam, a catarinense observou o cabelo de Mileide Mihaile e disparou: “Eu queria entender como é possível, que tu, com essa pele morena ter esse cabelo liso”. A peoa reagiu sem graça: “Muito exótico, né?”.

Dayane ainda ironizou o fato de ter cabelo “crespo” mesmo sendo branca: “É muito exótico porque nem eu tenho esse cabelo liso, o meu é todo crespo, todo enrolado, entendeu?”.

Sobrou até para a primeira eliminada

Valentina Francavilla começou reparando no sono de Liziane Gutierrez: “A Namastê dormiu quatro dias”. Aline Mineiro concordou e ainda acrescentou: “Nossa, eu lembro, ela ficava três dias com o batom vermelho na boca”.

Dynho complementou enquanto passava a mão na boca para demonstrar: “O batom tava aqui assim já”. Então Dayane Mello veio com uma comparação polêmica: “Ela tava parecendo o? Como é que é aquele filme? Joker [Coringa]? Joker”.

Discriminação?

Ao falar da própria beleza e da indústria da moda na Itália, a participante opinou sobre as preferências do mercado. O problema foi o jeito em que as etnias foram citadas: “A minha beleza não é só italiana, mas tem um pouco de índio e hindu. Essa raça aí estranha… Que é estranha mesmo”.

Beleza elegante?


Enquanto conversava com Tiago Piquilo, na sala, Dayane começou contando que não iria tomar muito sol por causa de seu trabalho como modelo: “Eu não quero mais pegar sol, eu não posso. Sabe que eu não posso ficar muito morena, por causa do meu trabalho”.

O cantor sertanejo quis saber o porquê e daí que veio a fala que causou revolta popular, acompanhada de uma cara de desdém: “Tem que ser branquinha, porque as campanhas não querem muito morena. Eles querem uma beleza mais elegante, do que muito morena. As marcas às vezes não querem”.

Nacionalidade renegada

Dayane Mello estava comparando os reality shows que participou na Itália, com o que está no Brasil, pontuando que não se sentia humilhada no país europeu,

Na sequência, a modelo rebaixou a própria nacionalidade e criticou os conterrâneos: “Eu não me sinto mais brasileira, eu sou bem mais europeia que brasileira. Eu não me sinto nesse nível, mas de descarar mesmo, de descaramento, eles são descarados. Fingem que são amigos”.

Na hora da raiva


No auge da briga com Rico Melquiades, na semana passada, Dayane sugeriu que o rival a inveja e que queria virar mulher: “Ele tem muita inveja de mim, não é possível. Na outra vida ele queria ter nascido mulher, não é possível. Na outra vida ele queria ter tido uma b*ceta

Valentina Francavilla, na ocasião, encheu a bola da amiga: “Porque é muita luz. Incomoda quem não tem. Você que o desmascarou para todo mundo. Você tem muita luz, ele se incomoda”.

Desejando o mal?

Por falar no humorista, Dayane Mello o acusou de estar confiante demais em chegar a final e imaginou o peão se machucando: “Dá até vontade de rir! A gente não sabe nem o que vai ser amanha. Amanhã quebra um pé, um braço, aí tu vê se não vai ter que voltar para casa”.

Se eu entrar por aquela porta ali [ao voltar da roça]… Se eu ver que ele se levantou pra me abraçar, eu vou dizer: ‘Senta, seu falso. Me erra’. Vou humilhar ele, se eu entrar por essa porta. Me erre”, finalizou a ex-participante da versão italiana do Big Brother.

MAIS LIDAS

Matheus Henrique Menezes
Oficialmente redator desde 2017. Experiências como editor e social media. Já escrevi sobre famosos, TV, novelas, música, reality show, política e pauta LGBTI+. Vídeos complementares no YouTube, no canal Benzatheus.
Veja mais ›