Repórter se recusa a tomar vacina contra a Covid-19 e deixa a ESPN

ESPN
Allison Williams pediu demissão da ESPN após se recusar a tomar a vacina (Imagem: Reprodução / Instagram(

Após dez anos, Allison Williams anunciou, neste fim de semana, a sua demissão da ESPN. O motivo? Ela não concorda com a obrigatoriedade da vacina anti-Covid, uma exigência da emissora nos Estados Unidos.

A jornalista se posicionou no mês passado sobre o assunto e garantiu que não se vacinaria neste momento porque está tentando engravidar do segundo filho com seu marido.

Em postagem nas suas redes sociais no fim de semana, Williams disse que “também não estou moral e eticamente alinhada com isso, e eu realmente tive que cavar fundo e analisar meus valores e minha moral e, no final das contas, eu tenho que colocá-los em primeiro lugar”.

“Eu não posso colocar um cheque de pagamento acima do princípio. Não vou sacrificar algo em que acredito e defendo com tanta força para manter uma carreira”, acrescentou a repórter.

As empresas do Grupo Disney, incluindo a ESPN, passarão a exigir que todos os seus funcionários estejam completamente vacinados a partir do próximo dia 22.

A emissora, porém, declarou em comunicado que está analisando cada caso individualmente, em situações onde pessoas estão solicitando exceções. O pedido da repórter, no entanto, não foi considerado procedente.

Em maio, a ESPN anunciou que todos os seus 5.500 funcionários que trabalham em estádios e arenas deveriam se vacinar até agosto, já que os administradores desses espaços estavam exigindo que os profissionais que os frequentam estejam imunizados.

Na ESPN Brasil, o comentarista Paulo Antunes foi alvo de críticas após defender o armador Kyrie Irving, que recusa a vacina, e sugerir que o imunizante “faz mal”. “Eu respeito. Se ele não quiser tomar a vacina, ele não toma“, disse Paulo no “ESPN League”.

“Se é uma vacina que vai funcionar ou não, depende, a vacina faz mal? A gente não sabe, porque geralmente demoram muitos e muitos anos de testes para aprovar uma vacina, e foi um negócio muito rápido aqui. Então eu consigo entender esse pensamento.”

Nesta semana, inclusive, Paulo Antunes publicou um vídeo no Twitter afirmando que foi mal interpretado e que não é contra a vacinação.

MAIS LIDAS

Luiz Fábio Almeida
Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e colunista do RD1. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser encontrado através do email [email protected]
Veja mais ›