Sem noção, Mara Maravilha mais atrapalha do que ajuda Fofocalizando

Mara Maravilha
Mara Maravilha destoa dos colegas de Fofocalizando, em programa especial sobre as chuvas que afetaram São Paulo (Imagem: Reprodução / Instagram)

A chuva que paralisou São Paulo nesta segunda-feira (10) ganhou destaque em todas as grandes emissoras de TV. Inclusive no SBT, que, num movimento surpreendente, derrubou o Bom Dia & Cia, estendendo o Primeiro Impacto, todo dedicado à tragédia – com significativa participação na audiência. A cobertura seguiu no Fofocalizando. O bom trabalho, porém, acabou comprometido pela total falta de noção de Mara Maravilha.

Além de parecer estar em um mundo paralelo, com uma postura nada condizente com o clima de consternação, Mara disparou impropérios acerca da situação de desalojados. Trouxe para o debate o caso de uma pessoa que morava em um prédio torto: “O povo brigando porque não queria sair do prédio. Também tem essa situação, às vezes a autoridade vai lá e fala: ‘vocês precisam sair, não podem continuar morando aí, tem risco, tem perigo’. Mas [as pessoas] insistem em ficar“.

O colega Gabriel Cartolano rebateu: “Falam ‘você precisa sair daí’. Tá, e eu vou pra onde? Eles [as autoridades] não dão nenhuma solução!“. Maravilha, contudo, prosseguiu. Citou um filme “que fala que a natureza estava dando sinais” e classificou os temporais como “sinal“, afirmando que não dá para contar “só com autoridades“. Mesmo diante das imagens do caos, definiu o programa como “florido“, numa alusão às apresentadoras Chris Flores e Márcia Dantas, convidada especial.

Tanto Chris, quanto Lívia Andrade, revidaram de imediato – e também nas redes sociais. O clima de animosidade, óbvio, comprometeu o trabalho, extremamente necessário. Como nos tempos em que Leo Dias usava a atração para “promover” seus atritos com famosos e com os próprios companheiros. Ou nas estadias anteriores de Mara, que contaram com episódios ligados à homofobia e à gordofobia, além de conflitos no palco.

Mara Maravilha foi extremamente representativa para a TV brasileira nas décadas de 1980 e 1990. Era a apresentadora infantil que espelhava o povo brasileiro, num território dominado por loirinhas de ar europeu. Cantava – ainda canta, aliás – melhor que as companheiras Xuxa, Eliana e Angélica. Não escondia amores, problemas; nem mesmo o próprio corpo e a fé. É de se lamentar que uma figura de tamanho peso faça hoje demasiado esforço para se tornar absolutamente desnecessária.

Defesa

Nesta terça-feira (11), Mara se justificou alegando que “vão-se os anéis, mas ‘ficam-se’ os dedos“. Disse “ficar triste” com as pessoas perdendo as casas, mas também “perdendo a dignidade“. Reclamou por “deturparem” suas falas, como se ela fosse uma pessoa que não tem compaixão. E queixou-se de quem fica na internet “fazendo comentário inconveniente“. Acusou, mas não retirou nadinha das bobagens que disse…

Mara Maravilha
Cauã Reymond grava as primeiras cenas de Em Seu Lugar, próxima novela das 21h, em São Paulo (Imagem: Reprodução / Instagram)

Nova das 21h – 1

Com São Paulo tomada por alagamentos, deslizamentos e outros incidentes do tipo, a Globo se viu obrigada a adiar os trabalhos de Em Seu Lugar, substituta de Amor de Mãe às 21h. Protagonista da trama de Lícia Manzo, Cauã Reymond lamentou em seu Instagram Stories: “Esperando a chuva passar para nosso primeiro dia de gravação“. A equipe entrou em cena hoje, rodando sequências em um hangar.

Também nesta terça, a jornalista Patrícia Kogut trouxe detalhes dos perfis dos gêmeos entregues a Cauã. Os dois foram separados ainda na maternidade. Um deles, criado por uma família rica, é viciado em álcool, cocaína e remédios. O outro cresceu num orfanato; inteligente, mas sem grandes oportunidades, ele leva a vida como manobrista em um estacionamento e vendedor ambulante no Maracanã.

Nova das 21h – 2

A mesma Patrícia Kogut confirmou hoje informação dada com exclusividade pela coluna ontem: Lilia Cabral e Letícia Colin dividem o protagonista do próximo folhetim de João Emanuel Carneiro, no ar em novembro, às 21h. Lilia viverá a mãe má que rejeita a filha, deficiente visual. A direção-geral foi entregue a Gustavo Fernandez; Carlos Araújo responde pelo comando artístico.

Mara Maravilha
Nerea Camacho (Vitória) em La Esclava Blanca; novela está na gaveta do SBT (Imagem: Reprodução / IMDB)

Catálogo

O canal Almanaque Latino, conduzido por Thiago Fernandes, destacou em seu envio mais recente que o SBT tem na gaveta a novela La Esclava Blanca (2016), produzida pela colombiana Caracol Televisión. A trama, disponível na Netflix, acompanha a trajetória de Vitória (Nerea Camacho), filha de fazendeiros criada em um quilombo. Cabe lembrar que, após doze anos, o canal de Silvio Santos apostou em um folhetim off-Televisa: Betty, A Feia em NY, da Telemundo.

CONTINUE LENDO →

Duh Secco é “telemaníaco” desde criancinha. Em 2014, criou o blog “Vivo no Viva”, repercutindo novelas e demais atrações do Canal Viva. Foi contratado pela Globosat no ano seguinte. Integra o time do RD1 desde 2016, nas funções de repórter e colunista. Também está nas redes sociais e no YouTube (@DuhSecco), sempre reverenciando a história da TV e comentando as produções atuais.

ALERTAS GRATUITOS