Sem Poppovic e mais bolsonarista, Aqui na Band pode ser encurtado

Aqui na Band
Luis Ernesto Lacombe comanda o Aqui na Band diariamente (Imagem: Divulgação / Band)

A demissão de Silvia Poppovic e o enxugamento no quadro de colaboradores, com as saídas do médico Fernando Gomes, do advogado Sergio Tannuri e do colunista Nana Rude, não são as únicas mudanças no horizonte do Aqui na Band.

Esta coluna do RD1 apurou que há em estudo a possibilidade de esticamento do Bora Brasil, que ganharia pelo menos mais 30 minutos no ar, ficando em cena das 8h às 9h30. Com isso, o matinal dirigido por Vildomar Batista perderia 25% de sua duração.

Colaboram para a mudança dois fatores: 1) a boa avaliação do telejornal de Joel Datena e Laura Ferreira, que tem alcançado picos frequentes de 2,3 pontos na Grande São Paulo, além da alta produtividade de sua equipe; 2) os altos custos do Aqui na Band, que desde que estreou nunca conseguiu se pagar e, pior, gerar lucro e audiência para a emissora.

Uma decisão sobre o assunto deve sair nas próximas semanas. Se a ideia for adiante, o matutino focará ainda mais em debates políticos e em prestação de serviço. A inspiração vem sendo o quadro O Grande Debate, da CNN Brasil, com representantes de ideologias distintas expondo seus pontos de vista.

A propósito, a direção do programa anda satisfeita com a repercussão do mesmo nas redes sociais. Desde a saída de Silvia Poppovic, o Aqui na Band caiu nas graças do bolsonarismo, dado o alinhamento ideológico das pautas com o discurso do presidente. Mais que isso, o apresentador da atração, Luis Ernesto Lacombe, tornou-se uma espécie de Sikêra Jr das classes A e B.

Cara a Cara

A coluna aproveita o assunto para revelar outro bastidor do Aqui na Band. A tão falada participação da deputada Joice Hasselmann (PSL/SP) na atração, no último dia 28 de abril, na qual ela acabou batendo boca com Lacombe, não foi ao ar como desejava a direção do programa.

Para aquela mesma ocasião, Vildomar Batista convidou a também deputada Carla Zambelli (PSL/SP). A intenção era colocar as duas, que são desafetos, “para quebrar o pau” no vídeo. Minutos antes do matinal começar, quando tomaram ciência da “pegadinha” da produção, as parlamentares se recusaram a dividir o mesmo ambiente. Zambelli, então, deu meia volta e sugeriu outra data, o que ocorreu dois dias depois.

Joice e Carla ocupam posições antagônicas no Partido Social Liberal. Enquanto a primeira rompeu com a família Bolsonaro, acumulando críticas e denúncias, a segunda segue cultuando o presidente da República e sendo uma das mais vorazes da tropa de choque do “capitão”.

CONTINUE LENDO →

João Paulo Dell Santo consome TV e a leva a sério desde que se entende por gente. Em 2009 transformou esse prazer em ofício e o exerceu em alguns sites. No RD1, já foi colunista, editor-chefe, diretor de redação e desde 2015 voltou a chefiar a equipe. Pode ser encontrado nas redes sociais através do @jpdellsanto ou pelo email jpdellsanto@rd1.com.br.