Sérgio Mallandro terá que pagar 15 mil em indenização a casal por uso de imagem

Sérgio Mallandro terá que pagar indenização (Imagem: Reprodução / Instagram)

Sérgio Mallandro foi processado por um casal por uso indevido de imagem e acabou sendo condenado pela Justiça, tendo que pagar R$ 15 mil em indenização.

O caso aconteceu em julho de 2018, quando ele fez uma propaganda e o tal casal acabou aparecendo. Os dois o denunciaram e a condenação só veio em maio deste ano.

Segundo a coluna de Sérgio Quintella, da revista Veja, na época, Sérgio Mallandro surgiu dizendo nas redes sociais: “Já pensou ter seu ídolo de infância em seu casamento?”.

E o casal aparecia se casando ao fundo. Eles tiveram a identidade preservada, mas as imagens serviam para propagar o serviço de presença vip que ele fazia em cerimônias.

Na época, ele cobrava R$ 12 mil para ir até o local. Os noivos da propaganda não gostaram dessa aparição não autorizada e cobraram R$ 15 mil por danos morais e R$ 20 mil por danos materiais.

Apenas a de danos morais foi concedida pelo juiz, enquanto a defesa de Sérgio Mallandro alegou que o casal deveria ter pedido a retirada do anúncio antes de levar o assunto à Justiça.

Mas a contestação não foi aceita, sob a seguinte argumentação:

“Na espécie dos autos, mostra-se incontroverso que o réu utilizou de forma indevida a imagem do autor, uma vez que não solicitou previamente o uso desta imagem. Inclusive, a situação narrada configurou mais do que mero transtorno ou aborrecimento cotidiano, atingindo a esfera da personalidade da parte requerente, não se podendo ignorar as consequências desagradáveis do ato ilícito praticado pelo réu”.

Dias atrás, Sérgio Mallandro revelou uma situação constrangedora envolvendo Ayrton Senna (1960-1994) e Xuxa Meneghel.

Ele disse que atrapalhou o sexo dos dois, quando os três estavam hospedados na casa da apresentadora.

“Como ela vai ficar chateada de eu contar uma coisa que realmente aconteceu e que realmente eu presenciei?”, questionou em conversa com a jornalista Fábia Oliveira, do jornal O Dia.

“A Xuxa é minha irmã. Eu estava na casa dela, no quarto ao lado onde ela estava com Ayrton Senna e eu comecei a gritar: ‘acelera, Ayrton!’. Ela foi na porta e brigou comigo dizendo que eu estava atrapalhando. Atrapalhei o sexo dos dois”, disparou aos risos.

“Xuxa é de verdade e é minha amiga desde os 18 anos. É minha comadre. Eu sempre levava a Xuxa para casa de moto em Marechal Hermes depois de um dia longo de trabalho e quando a minha moto ficava muito quente por causa do trajeto, eu dormia lá”, recordou.

“Pedia para o seu Meneghel, ele deixava e eu dormia no quarto dos meninos, Blad e Cirano. Era um apartamento bem simples, onde a Xuxa dormia no quarto dos pais, a avó na sala e eu e os meninos no outro quarto da casa”, relatou.

“Temos muitas histórias e sabe de uma coisa, eu só conto histórias ou passagens engraçadas. Não vou contar nada para denegrir a imagem de uma pessoa. Não faço isso de jeito nenhum”, declarou ele.

A amiga, aliás, foi convidada para o Papagaio Falante, podcast de Sérgio Mallandro criado durante a pandemia.

“Ela já topou participar, mas ainda não tem uma data certa. Ela acabou de tomar a primeira vacina da Covid-19 e está esperando a segunda dose para voltar aos poucos com seus compromissos. Ela me falou que na primeira oportunidade de vir a São Paulo, ela me avisa”, afirmou.

“A minha lista é abusada. Já gravei com Rubens Barrichello e vou trazer ainda Sabrina Sato, Ratinho, Celso Portiolli, Vampeta, Zico, Anderson Silva, Eliana, Felipe Massa, Tirullipa, entre outros. Todo mundo vai ter que passar pelo Papagaio Falante”, avisou.

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›