Tadeu Schmidt quebra protocolo na Globo e faz discurso furioso contra Bolsonaro

Tadeu Schmidt
Tadeu Schmidt faz discurso furioso contra Bolsonaro após repórter ser atacado em Roma (Imagem: Reprodução / Globo)

A Globo divulgou um editorial firme contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), após as agressões aos jornalistas ocorridas em Roma, Itália. No Fantástico, logo depois de uma reportagem sobre o assunto, Tadeu Schmidt leu o comunicado e mostrou toda a sua irritação com a atitude do político.

O noticiário mostrou na reportagem os casos de jornalistas agredidos por seguranças presentes na embaixada brasileira em Roma, durante a passagem de Bolsonaro pela cidade. Ao vivo, o apresentador saiu em defesa da liberdade da imprensa e condenou a atitude da comissão de Bolsonaro.

“A TV Globo condena de forma veemente a agressão ao correspondente Leonardo Monteiro e aos outros colegas em Roma e exige uma apuração completa de responsabilidades. Quem contratou os seguranças? Quem deu a orientação para afastar jornalistas com uso da força? Os responsáveis serão punidos?”, questionou o jornalista.

Tadeu Schmidt ainda leu: “A TV Globo está buscando informações sobre os procedimentos necessários para solicitar uma investigação às autoridades italianas”.

No texto, a Globo responsabilizou os discursos de Bolsonaro e afirmou que a postura do presidente da República pode gerar consequências maiores em coberturas jornalísticas.

“No momento ficam o repúdio enfático, a irrestrita solidariedade e uma constatação: é a retórica beligerante do presidente Jair Bolsonaro que está na raiz deste tipo de ataque. Essa retórica não impedirá o trabalho legítimo da imprensa”, declarou o titular do Fantástico.

Tadeu completou: “Perguntas continuarão a ser feitas, os atos do presidente continuarão sendo acompanhados e registrados. É o dever do jornalismo profissional. Mas esta retórica pode ter consequências ainda mais graves, e o responsável será o presidente”.

Ontem, Bolsonaro tratou de forma hostil os jornalistas durante a sua passagem por Roma. Os agentes que estavam com o presidente agrediram repórteres com socos e empurrões, tomaram o celular de um deles e seguraram insistentemente as mochilas dos profissionais para tentar impedir que eles registrassem o passeio do político.

Ao perguntar o motivo de o presidente não ter participado de alguns eventos do G-20 com outros líderes, o repórter da Globo Leonardo Monteiro recebeu um soco no estômago e foi empurrado com violência por um segurança.

MAIS LIDAS

Luiz Fábio Almeida
Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e colunista do RD1. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser encontrado através do email [email protected]
Veja mais ›