Taís Araújo relembra boneca com seu nome e ironiza aparência do brinquedo

Taís Araújo
Taís Araújo nos dias de hoje e em 1996 (Imagens: Reprodução – Instagram – Manchete / Montagem – RD1)

Taís Araújo começou sua carreira de atriz nos anos 90 e seu primeiro papel de destaque foi em Xica da Silva, novela da extinta TV Manchete, sendo a primeira protagonista negra da teledramaturgia brasileira. O sucesso rendeu uma boneca com seu nome, que foi à venda, mas rendeu piadas nos dias de hoje.

Diretamente do túnel do tempo, com vocês: a minha boneca! Não gente! Não foi delírio coletivo, foram os anos 90 acontecendo”, começou a esposa de Lázaro Ramos, numa publicação que fez no Instagram, no início desta tarde de quinta-feira (17).

Na continuação da legenda, a própria Taís ironizou a aparência do brinquedo: “Eu desafio vocês a encontrar semelhança entre mim e essa boneca, valendo”. Os internautas, basicamente, criticaram a branquitude da boneca, que nada tinha haver com o tipo físico da artista.

Lázaro começou tietando a mulher: “A original é linda! Ah, eu tenho”. Samara Felippo se lembrou desse produto comercial e ficou admirada ao perceber a tamanha falta de similaridade: “Taís, eu lembro! Como a gente não percebia, né?”. Aos risos, Paloma Bernardi disparou: “Oh meu Deus”. O ator Cadu Libonati foi bem sincero: “Bizarro”.

Heislaine Vieira reparou que a réplica era branca, enquanto Kiko Mascarenhas mostrou que o vídeo era novidade para ele: “Para tudo que eu nuca soube dessa boneca! Que maravilha”. Uma psicopedagoga refletiu, falando sobre a representatividade preta: “Será que o branco do olho se parece [risos]? É por isso que a nossa luta pela representatividade deve continuar, até que possamos nos enxergar onde sempre deveríamos”.

Há não muito tempo, Taís Araújo rebateu uma fala de Xuxa Meneghel no Super Bonita, do GNT, dizendo que queria nascer negra numa próxima encarnação: “Amor, não é bolinho, não! Vir preta não é mole, não, amor. Depois te conto o que é vir preta nesse país e nesse mundo. É eita atrás de vixe (…) Me amo, mas o problema não sou eu. É o mundo lá fora pra gente é danado (…) Pede pra vir com o espírito preparado pra aguentar bomba também”.

Confira:

Matheus Henrique Menezes
Oficialmente redator desde 2017. Experiências como editor e social media. Já escrevi sobre famosos, TV, novelas, música, reality show, política e pauta LGBTI+. Vídeos complementares no YouTube, no canal Benzatheus.
Veja mais ›