Tiago Leifert abre o jogo sobre ter sofrido ataques por desabafo contra racismo no BBB

Tiago Leifert
Tiago Leifert lembrou de críticas após episódio no BBB (Imagem: Reprodução / YouTube)

Tiago Leifert abriu o jogo sobre um dos momentos mais delicados que viveu enquanto apresentava o BBB. Na edição de 2021, ele sofreu ataques de haters nas redes sociais após conversar com Rodolffo sobre seu comentário racista a respeito do cabelo de João Luiz.

O apresentador afirmou lembrou que recebeu cerca de 10 mil mensagens no Instagram de internautas que classificavam o episódio como “mimimi”.

Ao podcast Fala Brasólho, do canal Desimpedidos, o jornalista declarou: “Quando começou o zum zum zum na rede social, eu fui ver o vídeo e eu como homem branco, vi o vídeo e falei ‘ah, nada demais’. Mas aí, eu comecei a acompanhar o João com as câmeras e vi que ele realmente ficou magoado”.

Veja Também

“O BBB tem um problema que vale dinheiro. Então, você nunca sabe quando uma pessoa tá usando uma situação pra eliminar o amiguinho, porque é um jogo eliminatório e isso acontece, tá? A gente precisa ter o pé atrás de filtrar, mas eu vi que não era pra eliminar o amiguinho porque ele [João] não contou pra ninguém. Ele contou pra Camilla [de Lucas], mas o João não conta pra mais ninguém. Ele guardou aquilo 2 dias, aí na segunda ao vivo no jogo da discórdia ele explode”, desabafou.

Tiago Leifert, então, ressaltou que a decisão de intervir no assunto se deu pelo fato de Rodolffo não ter entendido o desabafo de João Luiz no Jogo da Discórdia.

O jornalista garantiu que procurou a direção da Globo para discutir uma forma de falar com o cantor sertanejo sem que o prejudicasse por estar no paredão naquela altura do jogo.

“A reação do Rodolffo que assustou ‘ah, o meu pai’, ele não entendeu o que estava acontecendo. Por que você não fez nada na hora, Tiago? Porque a votação estava aberta e o Rodolffo estava emparedado. E eu sou apresentador do programa, se eu falo alguma coisa ali, eu elimino alguém ou salvo alguém e eu não posso fazer isso”, disparou.

O famoso garantiu: “A outra coisa é que a gente faz um teste na nossa cabeça no Big Brother que é: a gente não interfere e deixa eles se arrumarem. Se eles não se arrumam, aí a gente interfere”.

“Teve na segunda-feira, a gente foi para o intervalo e eu tava tomando porrada na internet… No dia seguinte, eu fui almoçar com o Boninho e o Dourado. O Dourado é o diretor artístico geral e o Boninho é o nosso chefe. Eu falei pra eles: ‘a gente vai ter que fazer alguma coisa porque tem o impasse que o Rodolffo não entendeu o que aconteceu e a casa não ajudou. Então, deixa eu conversar com ele de homem branco para homem branco para eu tentar explicar o que aconteceu depois da votação acontecer'”, comentou.

Tiago Leifert lembra de críticas por atitude

Depois que encerrou a votação, que culminou a eliminação do sertanejo, Leifert entrou ao vivo para todo o Brasil e teve uma conversa com os brothers. Ele destacou que o black power é símbolo de luta contra o racismo:

“Quando encerra a votação, eu falo que vou falar com eles e não falei com jurídico e ninguém. Eu falei de coração porque o único jeito de isso funcionar é falar de coração. Se falar alguma coisa de fora que pareça lição de moral ou texto institucional, é ruim e não é isso”.

“Eu falo: ‘A gente tem uma baita oportunidade de não massacrar, de fazer um discurso não-violento. De falar pro cara: ‘eu sei que você não fez por mal, sei que você é um cara muito legal, mas também sei que a dor do outro é verdadeira’. Esse caminho é o mais difícil porque você não apanha dos dois lados. Ou você tem que falar que é mimimi ou racismo, não pode ficar no meio do caminho. Eu falei que ia optar pelo meio do caminho e seja o que Deus quiser. Falei: ‘vou fazer o que eu acho que tem que fazer. Se fosse um amigo meu, eu fazia o que faria por ele e gostaria que fizessem por mim para me ajudar'”, desabafou.

Segundo o jornalista, a situação fez com que ele recebesse as piores críticas em sua vida:

Eu fui de coração, conversei de coração e vou falar uma coisa que nunca falei: de todas, às vezes, que eu fui criticado na minha vida, essa foi disparado a pior vez da minha vida. Eu nunca apanhei tanto depois que eu conversei com o Rodolffo e o João das pessoas que achavam que era mimimi. Essas pessoas flodaram o meu Instagram de uma forma ensandecida, coisa de 10 mil mensagens me enchendo o saco”.

Esse conteúdo não pode ser exibido em seu navegador.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

MAIS LIDAS

Luiz Fábio Almeida
Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e colunista do RD1. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser encontrado através do email luizfabio@rd1.com.br
Veja mais ›