Tuca Andrada debocha de Sérgio Reis e recebe comentário de Miguel Falabella

Tuca Andrada
Tuca Andrada faz comentário sobre Sérgio Reis em rede social e Miguel Falabella toma atitude em post (Imagem: Reprodução – Instagram / Montagem – RD1)

O “boa noite” de Tuca Andrada foi diferente na última segunda-feira (16). O ator compartilhou um post em tom de deboche após Sérgio Reis ter entrado em uma polêmica grave. No Instagram, o artista cutucou e recebeu uma resposta de ninguém menos que Miguel Falabella.

“Boa noite a todos”, escreveu na legenda da publicação. No post, a seguinte mensagem de um internauta anônimo: “Gente, pelo amor de Deus, tenham pena de nós, professores de história. Como vamos explicar um golpe articulado pelo Sérgio Reis?”.

Nos comentários da postagem, vários seguidores e amigos famosos se manifestaram como Miguel Falabella. “Que maravilha!”, apreciou o autor.

Os fãs de Tuca Andrada viram a manifestação como uma brincadeira. “Apesar de tudo a gente consegue rir. Maioria das vezes de nervoso, mas mantemos o espírito alegre”, observou uma. “Trabalho numa universidade, iria tentar começar a fazer história ano que vem, desisti porque eu não vou conseguir dar uma aula sem sair algemada da sala de aula…”, disparou outra.

“Pior que eu estava comentando isso há pouco tempo com meu irmão prof. de Geografia. Eu imaginando a história do Brasil sendo reescrita e sendo contada a era 2018 a 2022. As crianças vão surtar”, apostou um terceiro. “O golpe do berrante que não conseguiu chamar a manada”, resumiu mais uma.

Investigado

Após supostos áudios arquitetando ataques aos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal), Sérgio Reis virou alvo de investigações da Polícia Civil do Distrito Federal.

“O objetivo é investigar suposta associação criminosa voltada para a prática de alguns crimes, da qual ele seria integrante. Ele será investigado pelos crimes de ameaça (art. 147 do Código Penal), dano (art. 163 do CP) e atentado contra a segurança de meio de transporte (art. 262 do CP)”, declarou o delegado Leonardo de Castro.

Em uma das gravações, Sérgio Reis explanou: “Vou dizer ao presidente do Senado que eles têm 72 horas para aprovar o voto impresso e tirar todos os ministros do STF. Isso não é um pedido, é uma ordem”.

Confira:

Paulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email [email protected].
Veja mais ›