Zezé Motta faz desabafo sincero sobre ser artista negra no Brasil

Zezé Motta
Zezé Motta fez reflexão sobre possível situação pós pandemia (Imagem: Reprodução / Instagram)

Referência de sucesso, Zezé Motta participou do Trace Trends na terça-feira (09), e foi entrevistada por Alberto Pereira Jr. Durante o papo, a atriz, que tem mais de 54 anos de carreira, falou sobre a dificuldade dos negros em viver da arte.

“Ser artista é difícil para todo mundo, mas para o negro é ainda mais“, pontuou a famosa, que afirmou que acredita que a pandemia do coronavírus mude a forma de pensar de algumas pessoas em relação a desigualdade, racismo, homofobia e discriminação.

“Estamos vivendo um momento tão delicado no mundo que acho que vai mexer com a postura de muita gente porque, de repente, estamos todos no mesmo barco”, torceu.

Na conversa, Zezé, que interpretou Xica da Silva do filme de 1976, opinou sobre como a personagem se comportaria se vivesse nos tempos de agora: “Xica era tão ousada que acho que ela entraria para a política de alguma maneira para mudar tudo”.

“Ela faria parte do movimento negro contra discriminação racial, teria um discurso contra desigualdade e acho que, sim, ousaria entrar para a política, coisa que não quero pra mim”, afirmou.

Vale lembrar que Zezé Motta é uma das atrizes vacinadas contra o coronavírus. A famosa, que contraiu a doença em novembro de 2020, mas não teve sintomas, tomou a Coronavac.

Na ocasião, em conversa com o jornal O Globo, a artista disse: “O ano 2020 foi o mais difícil da minha vida adulta. Como já abri, em maio deste ano perdi minha mãezinha, sem poder me despedir dela. Perdi um primo e um sobrinho. Quase perdi meu irmão também para a Covid-19”.

Deixei de fazer o que mais me dá prazer na vida: cantar e atuar. Sobrevivi confinada, sem os aplausos presenciais que foram substituídos por lives. Sobrevivi, graças a Deus!, ainda consegui ajudar muitos amigos que foram castigados financeiramente e emocionalmente devido à pandemia”, completou.

“Parece que estamos chegando ao fim de um pesadelo, de um apenas, porque o outro pesadelo que teremos que continuar enfrentando após a pandemia, sem dúvida, será o pesadelo dos que se encontram no poder da nação”, disparou.

AvatarDa Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›