Amor de Mãe espanta crise de audiência com semana da virada

Duh Secco

11/01/2020

Amor de Mãe

Humberto Carrão (Sandro), Antônio Benício (Vinícius) e Murilo Benício (Raul) em Amor de Mãe; novela reage na audiência (Imagem: Estevam Avellar / Globo)

A novela Amor de Mãe deve chegar ao fim desta semana com a melhor média desde os seis primeiros capítulos (25 a 30 de novembro). Nesta quinta-feira (9), conforme atestam dados obtidos na Grande São Paulo, a trama das 21h ficou novamente acima dos 30 pontos. Foi a maior audiência da Globo ao longo do dia, batendo o Jornal Nacional e o folhetim das 19h, Bom Sucesso.

Após os 30 pontos do JN, Amor de Mãe arrebatou 31,4. O capítulo em questão trouxe a descoberta de Lurdes (Regina Casé) sobre a criança que foi sepultada como sendo Domênico. Também a aproximação do “falso Domênico”, Sandro (Humberto Carrão), com o pai Raul (Murilo Benício) e o irmão Vinícius (Antônio Benício). Tais desdobramentos renderam 31,2 de média semanal, até ontem; a primeira semana da novela fechou com 30,4.

Já Bom Sucesso assegurou 29,1 pontos. Em cena, a vingança de Paloma (Grazi Massafera), que atingiu Diogo (Armando Babaioff) com um chute nas partes baixas após a tentativa dele de desmoralizar Marcos (Romulo Estrela) e Alice (Bruno Inocência), namorado e filha da costureira. O malvado partiu para a retaliação: contratou Peçanha (Walter Breda) para matar a melhor amiga de Alberto (Antonio Fagundes).

Éramos Seis amealhou 20,1 de média. O destaque ficou por conta de Lola (Gloria Pires), feliz com o novo emprego de Carlos (Danilo Mesquita), com o presente que recebera de Alfredo (Nicolas Prattes) e com os galanteios de Afonso (Cássio Gabus Mendes). Em contrapartida, as irmãs da doceira, Clotilde (Simone Spoladore) e Olga (Maria Eduarda de Carvalho), padeceram: a primeira sofre de amores por Almeida (Ricardo Pereira); a segunda viu o marido levar um golpe financeiro.

Malhação – Toda Forma de Amar anotou 17 pontos, ficando (ligeiramente) acima de Avenida Brasil (2012) pela segunda vez nesta semana – 16,8 para o folhetim em exibição no Vale a Pena Ver de Novo. A narrativa compreendeu o confronto de Guga (Pedro Alves) e de Max (Roberto Bomtempo); o rapaz se revoltou ao descobrir que Aloísio (Marcos França), sócio de seu pai, tratou Serginho (João Pedro Oliveira), seu namorado, de forma preconceituosa.

Já o enredo de João Emanuel Carneiro trouxe Nina (Débora Falabella) ouvindo as confissões de Tufão (Murilo Benício) sobre o amor platônico que sente por ela – mas sem citar o nome da empregada. A vingativa, por sua vez, tratou de ajudar Max (Marcello Novaes) mais uma vez; ela quitou a dívida dele em um hotel, angariando a simpatia do amante de sua rival, Carminha (Adriana Esteves).

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui
Duh Secco
Escrito por

Duh Secco

Duh Secco é  "telemaníaco" desde criancinha. Em 2014, criou o blog Vivo no Viva, repercutindo novelas e demais atrações do Canal Viva. Foi contratado pela Globosat no ano seguinte. Integra o time do RD1 desde 2016, nas funções de repórter e colunista. Também está nas redes sociais e no YouTube (@DuhSecco), sempre reverenciando a história da TV e comentando as produções atuais.